Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

18/03/2022 às 19h00m - Atualizado em 19/03/2022 às 06h11m

Alepe promove seminário gratuito sobre regras eleitorais e marketing digital

Presidente da Casa, deputado Eriberto Medeiros, encerrou o evento reafirmando que a intenção da Alepe é continuar investindo na área educacional para ampliar a representatividade do Legislativo

seminario-sobre_regras_eleitorais

Em seminário promovido pela Assembleia Legislativa de Pernambuco nesta quinta-feira (17), no auditório Sérgio Guerra na sede da instituição, a especialista em marketing digital Gisele Meter abriu sua palestra destacando o tempo médio que os brasileiros gastam por dia usando o celular: cinco horas e meia. Os dados são de um estudo recente que apontou ainda que 43% desse tempo envolvem uso de aplicativos, redes sociais e de mensagens.

A partir desses dados, a psicóloga de formação e responsável pela comunicação digital de deputados estaduais e federais afirmou que o aumento da presença online de figuras públicas é uma forte tendência. E alertou: “mas que expõe o risco de que políticos midiáticos, mesmo com desempenho inferior, obtenham mais engajamento da população”. Por isso, a consultora enfatizou a importância de estratégias eficientes de marketing digital na política.

" Muitos políticos cuidam mais do offline do que do online. Políticos ruins estão ocupando o ambiente online e tirando o espaço de bons políticos, porque esses simplesmente não querem aparecer. Vimos isso em 2018 e vamos continuar vendo políticos midiáticos ruins tirando o espaço de representatividade dos bons que não querem aparecer. Eu tenho uma frase que acredito muito que é ‘não basta botar o ovo. Tem que cacarejar”.

Durante a palestra de pouco mais de uma hora, Gisele Meter repassou várias informações sobre os tipos de conteúdo a serem produzidos e como distribuí-los, além das tendências recentes do mundo digital.

O seminário promovido pela Alepe abordou ainda as mudanças no Código Eleitoral que vigorará nestas eleições. O jurista e professor especializado em Direito Eleitoral, Walber Agra, destacou que o fim das coligações proporcionais, as federações partidárias e a cláusula de barreira são “as questões que mais devem impactar as eleições gerais deste ano”. “São componentes que mudam todo o jogo eleitoral. E as pessoas não estão preparadas para isso”, pontuou.

Para o especialista, com a novidade das federações partidárias, a expectativa é a de que a quantidade de votos válidos necessários para um partido conquistar uma cadeira no Legislativo aumente e o número de legendas nesses espaços diminua consideravelmente. A matemática que envolve cálculos dos quocientes eleitoral e partidário também pautou a apresentação do jurista.

De acordo com a legislação atual, as sobras de votos nas eleições proporcionais, tanto para deputado estadual quanto para federal, só podem ser destinadas aos candidatos que atingirem 20% do quociente eleitoral. Para os partidos, o percentual é de 80%. Com as novas regras da cláusula de barreira, Walber Agra estima que o número de partidos deve cair drasticamente diante do percentual mínimo de votos válidos exigido para cada legenda que será de 3%.

eriberto_medeiro_seminario_sobre_regras_eleitorais

O presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PP), encerrou o seminário destacando a importância do evento que, na sua avaliação, proporcionou aos servidores da Casa e demais participantes a oportunidade de se atualizar com profissionais renomados. O deputado reafirmou que a intenção da Alepe é continuar investindo na área educacional para ampliar a representatividade do Legislativo.

‘Somos servidores públicos e viemos para a Alepe, escolhidos pela população pernambucana, para servirmos, mas servirmos bem. Não devemos nos resumir a simplesmente fazer indicações, requerimentos e sessões solenes. Esses instrumentos têm sua importância, mas nós temos de trazer as demandas da população e buscarmos soluções”, destacou Eriberto Medeiros.

O seminário contou ainda com as presenças dos deputados João Paulo Costa e Jô Cavalcanti (representante das Juntas); do presidente da Escola do Legislativo, José Humberto Cavalcanti; do desembargador Rodrigo Beltrão, representando o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE); e do professor de Ciência Política Leon Victor de Queiroz Barbosa, representando a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias