GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

04/04/2015 às 11h23m - Atualizado em 04/04/2015 às 11h27m

Fiéis seguem tradicional procissão do Senhor Morto

Fiéis seguem tradicional procissão do Senhor Morto

Dezenas de fiéis seguiram os andores de Jesus morto, Maria Madalena, João Evangelista e Nossa Senhora em cortejo silencioso

"O esforço que vem sendo feito para se reduzir a maioridade penal de 18 para 16 anos, no País, é algo inconcebível. Precisamos é lutar para que nossos jovens tenham acesso à educação e condições necessárias para viver com dignidade”. A declaração foi feita pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, durante a Liturgia da Paixão do Senhor, na tarde desta sexta, na Catedral da Sé, em Olinda, no Grande Recife. A celebração, que antecede a tradicional procissão do Senhor Morto, chama os fiéis a refletirem sobre o sofrimento passado por Cristo e o que Ele espera de nós.

A Sexta-feira da Paixão foi marcada pela tradicional procissão do Senhor Morto, que saiu da Catedral da Sé, em Olinda, no Grande Recife, em direção ao Convento de São Francisco. Dezenas de fiéis seguiram os andores de Jesus morto, Maria Madalena, João Evangelista e Nossa Senhora, num cortejo silencioso pelas ruas do Sítio Histórico, reverenciando o momento em que Jesus entregou seu espírito a Deus pela nossa salvação.

Antes da procissão, que saiu por volta das 16h45, o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, presidiu a Liturgia da Paixão do Senhor. Após a leitura de textos da Sagrada Escritura e do Evangelho de São João, religiosos e fiéis beijaram a cruz e comungaram.

Em seu sermão, dom Fernando pediu que as pessoas olhassem pelos mais humildes e refletissem sobre o que Jesus quer de nós. “Ele quer justiça social, respeito, quer que as pessoas se amem”, declarou.

“Além de muito bonita, a celebração é importantíssima, pois é um momento de lembrarmos que Jesus deu sua vida por nós e isso não pode ter sido em vão’”, afirmou o aposentado João Fernando, 68 anos.


Com informações do JC Online
Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias