GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

06/05/2020 às 20h35m - Atualizado em 07/05/2020 às 01h12m

Criminosos invadem unidade de saúde, roubam computador e desperdiçam 1,3 mil doses de vacinas em Natal

Bandidos reviraram sala de vacina e acabaram com todo o estoque de vacinas da Unidade Mista de Saúde de Felipe Camarão.

furto_em_unidade_de_saude

Criminosos invadiram a Unidade Mista de Saúde de Felipe Camarão, na Zona Leste de Natal, e desperdiçaram todo o estoque de vacinas que estava armazenado no local. Os bandidos entraram na unidade por uma janela, reviraram a sala de vacina e ainda roubaram um computador, na madrugada desta quarta-feira (6).

De acordo com a direção da UMFC, o crime ocorreu por volta das 3h. O guarda que cuidava da segurança do posto de assistência médica ouviu um barulho, mas quando percebeu o arrombamento, os criminosos já tinham fugido. A Polícia Militar foi acionada e faz buscas na região.

Na tentativa de encontrar objetos de valor, os suspeitos destruíram 1.369 doses de 16 tipos de imunização sendo 340 doses de influenza, que chegaram à Felipe Camarão na terça-feira (5). As doses seriam distribuídas na terceira fase da vacinação contra a gripe, que começa no sábado (9).

“Não acreditamos quando vimos o ocorrido. Recebemos todas as doses do mês da vacina contra influenza e elas foram desperdiçadas. Tanta gente procurando para ficar imune ao H1N1, que é um vírus que também mata, e simplesmente alguém joga tudo fora”, comenta Sérgio Albuquerque, diretor da unidade.

Além da imunização contra influenza, a unidade de Felipe Camarão perdeu todas as vacinas oferecidas pela rede pública, inclusive a pentavalente, responsável por proteger contra doenças como tétano, difteria e hepatite. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), essa vacina era aguardada "há meses" e só agora a situação havia sido regularizada. A vacina pentavalente é aplicada nas crianças entre o segundo e o sexto mês de vida.

"A gente está solicitando a Secretaria Municipal de Saúde, que está prestando todo o apoio, para que encaminhe um novo lote. Agora vai ser um pouco mais difícil, vai demorar uns dias, vai atrasar a vacinação em um momento tão crítico", completou Sérgio Albuquerque.

Do G1 RN

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias