GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

24/08/2020 às 19h53m

Caixa d'água desaba, rola morro abaixo e amassa carros em Diadema São Paulo

Estrutura estava desativada e em processo de demolição; ninguém se feriu, segundo Bombeiros

carro_amassado

Uma caixa d'água desabou na tarde deste domingo (23) em Diadema, na Grande São Paulo. A estrutura rolou morro abaixo e amassou carros que estavam no caminho. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ninguém se feriu. Três viaturas dos bombeiros foram ao local atender a ocorrência.

Por volta volta das 15h, o reservatório de concreto, que estava desativado, rolou morro abaixo e atingiu o muro de um condomínio e vários veículos, que foram completamente amassados. O desabamento aconteceu no bairro Serraria, na Avenida Afonso Monteiro da Cruz, na altura do número 1778.

Técnicos de uma empresa contratada pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) foram acionados para retirar a estrutura. Em vídeos gravados por moradores da região nas redes sociais, é possível ver os carros amassados e a caixa d'água no meio da rua.

A construção ficava em frente a um condomínio da CDHU e funcionava antigamente para abastecer um conjunto da companhia, junto com outra caixa d'água semelhante, que já havia sido demolida.

No dia 4 de maio, segundo a Prefeitura de Diadema, a Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano da cidade notificou os responsáveis pela obra por irregularidade. A obra foi interditada e a prefeitura afirmou que solicitou a apresentação de alvará, o que não foi feito" e que "a obra estava paralisada por determinação da Prefeitura de Diadema."

“Neste domingo, mesmo sem apresentação do alvará e sem qualquer autorização, a obra foi reiniciada e, ao tentarem a remoção, a estrutura de uma das caixas-d’água cedeu”, diz a prefeitura em nota.

A CDHU afirma que contratou o consórcio Nor Brasil TPD para fazer a demolição e que, "durante as obras, uma das caixas desabou, causando danos materiais a veículos que estavam estacionados na área". A companhia enviou uma equipe de técnicos para o local e deve "acionar o seguro contratado" para indenizar os proprietários dos veículos afetados".

A companhia ainda diz que o consórcio vai prosseguir com as obras de demolição e também fará a limpeza do local afetado pelo desmoronamento. 

Em nota, a Defesa Civil de São Paulo disse que "foi notificada por volta das 17h40" e que "uma equipe Estado, juntamente com técnicos do IPT , permaneceu no local até o momento, junto com representantes da concessionária de energia elétrica, Sabesp, GCM e CDHU."

 

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias