GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

29/01/2020 às 20h04m - Atualizado em 29/01/2020 às 20h08m

Pernambuco: Jovem queimada pelo ex-marido é enterrada em Itaquitinga

Taislane Beatriz da Silva, de 22 anos, morreu nessa terça-feira (28) após ter 70% do corpo queimado,foi sepultamento na tarde desta quarta-feira (29), em Itaquitinga, na Mata Norte.

queimada_pelo_ex-marido

O corpo da jovem Taislane Beatriz da Silva, de 22 anos, que morreu nessa terça-feira (28) após ter 70% do corpo queimado, foi sepultado na tarde desta quarta-feira (29), em Itaquitinga, na Mata Norte de Pernambuco. A mulher estava internada no Hospital da Restauração (HR), na área Central do Recife, desde o último dia 13. De acordo com a família, Taislane teria sido vítima de feminicídio pelo ex-companheiro, com quem tinha um relacionamento desde a adolescência. Inconformado com o término, ele teria ateado fogo na companheira e a segurado em meio às chamas. 

O relacionamento entre os dois era conturbado. Amigos e familiares contam que o casal brigava muito e que as agressões já vinham de longa data. No dia 12 de janeiro, um domingo, eles teriam saído juntos para uma festa. No local, teria iniciado uma discussão. Em casa, após a briga, a família conta que Taislane terminou o relacionamento e disse que iria buscar independência e trabalhar no dia seguinte. O ex-companheiro, então, teria utilizado gasolina de uma motocicleta para atear fogo no corpo da vítima. 

Taislane e o companheiro foram socorridos para uma unidade de saúde em Itaquitinga pela família do suspeito. A madrasta dele teria informado que houve um acidente com o botijão de gás na residência. A mulher teve 70% do corpo queimado enquanto o suspeito ficou com ferimentos nas pernas. Ambos foram transferidos para o Hospital da Restauração.  Taislane ficou 15 dias internada na unidade de saúde antes de falecer em decorrência das queimaduras. Durante o internamento, contou à mãe e a irmã o ocorrido. 

Na manhã desta quarta-feira, parentes, amigos e até mesmo pessoas que não conheciam a vítima, realizaram um protesto em frente à Câmara Municipal de Itaquitinga, onde o velório foi realizado. Com cartazes, eles pediram justiça pela jovem. 

Em nota, a Polícia Civil informou que instaurou inquérito para apurar a morte. "A irmã da vítima, 24 anos, foi até a Delegacia de Itaquitinga no dia 13/01/2020, relatando que sua irmã teria sido socorrida para o Hospital da Restauração com parte do corpo queimado, após um incêndio em sua residência. A vítima estava internada, mas não resistiu aos ferimentos. O corpo da vítima foi encaminhado ao IML. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Itaquitinga e tem a frente o delegado Aldeci José da Silva", diz o comunicado. 

Informações: JC Online

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias