Black Friday Ubannet

14/02/2019 às 15h09m - Atualizado em 14/02/2019 às 16h33m

Timbaúba: Ministério Público de Pernambuco quer garantias que o reservatório de Tiúma não oferece riscos a população

Vários órgãos estatais entre eles a COMPESA, foram notificados pelo MPPE para que no prazo de 15 dias envie cópias de relatório técnico que afaste possibilidades de rompimento da barragem.

barragem_de_tiuma-compesa

A Companhia Pernambucana de Saneamento (COMPESA), Agência Pernambucana de Águas e Climas (APAC), Secretaria Estadual de Infraestrutura e Recursos Hídricos (SEIRH), Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Agência Nacional das Águas (ANA) e a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMMAD) foram oficiadas pelo Ministério Público de Pernambuco – MPPE, através do promotor de Justiça, Dr. João Elias da Silva Filho, para que no prazo de 15 dias envie informações sobre a situação estrutural e as condições de segurança do reservatório Tiúma, localizado na zona rural de Timbaúba, responsável por 80% do abastecimento de água do município.

promotor_dr._joao_elias-mppe

No ofício encaminhado na segunda-feira (11), a 2ª Promotoria de Justiça de Timbaúba pediu também que os órgãos citados enviem cópias de relatório técnico onde ateste a segurança estrutural e afaste possibilidades de rompimento da barragem. De acordo com o MPPE, tal atitude dar-se devido as constantes demonstrações de medo, que vem sendo divulgadas por parte da população timbaubense através das redes sociais por conta da recente tragédia ocorrida em Brumadinho-MG, onde o rompimento de uma barragem de uma mineradora deixou quase duas centenas de pessoas mortas, dezenas de desaparecidos, perdas materiais e danos irreparáveis ao meio ambiente.

barragem_de_tiuma

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias