GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

12/04/2015 às 22h05m - Atualizado em 12/04/2015 às 22h16m

Protesto em Recife tem batucada e boneco gigante

Dois trios elétricos e um carro de som acompanhavam o ato. Manifestantes querem fim da corrupção e saída de Dilma Rousseff.

A tarde deste domingo (12) foi de protesto na Avenida Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Atos ocorreram também em outros 19 estados para pedir o fim da corrupção e o impeachment da presidente Dilma Rousseff. O protesto acabou às 17h30. A Polícia Militar (PM) de Pernambuco disse não ter condições de mensurar a quantidade de manifestantes -- o major Antônio Vieira, que comanda a operação da PM no protesto pelo 19º Batalhão, disse que não será divulgado balanço. Já o movimento Vem Pra Rua, principal organizador, falava em oito mil pessoas na concentração e 40 mil ao longo de todo o trajeto. A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) também não divulgou números neste domingo.

No dia 15 de março, em ato semelhante ocorrido no Recife, o movimento Vem pra Rua estimou o número de participantes em 50 mil pessoas. Já o movimento Brasil Livre informou que foram 20 mil pessoas. Na ocasião, a PM disse ter estimado 8 mil pessoas no local. A CTTU falava em 15 mil pessoas.

Dois trios elétricos e um carro de som acompanharam o ato, que começou às 14h na concentração e saiu em passeata às 15h. O percurso total foi de 3,5 km de extensão - da pracinha de Boa Viagem ao Segundo Jardim, ambos na avenida Boa Viagem, principal do bairro.

O Vem pra Rua defende a saída de Dilma -- seja por impeachment, cassação ou renúncia -- por conta dos escândalos de corrupção. "A resposta que o governo deu aos protestos do último dia 15 de março não foi satisfatória. Hoje, o que mais incomoda quem está nesse movimento é a utilização do dinheiro do povo para financiar esses escândalos de corrupção", disse um dos organizadores do Vem pra Rua, Gustavo Gesteira.


Do G1PE

Foto: Luna Markman/G1

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias