Black Friday Ubannet

16/04/2019 às 19h43m - Atualizado em 17/04/2019 às 06h26m

Após ser acusado de comprar testemunhas, PGR pede tornozeleira para Eduardo da Fonte

A PGR também requereu ao STF que Eduardo da Fonte seja obrigado a ficar em casa após as sessões na Câmara dos Deputados

eduardo-da-fonte

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, requereu ao STF (Supremo Tribunal Federal) uma ordem para que o deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) passe a ser monitorado através de uma tornozeleira eletrônica e que seja obrigado a ficar em casa após as sessões na Câmara dos Deputados. O pedido foi enviado na última segunda-feira (15) e divulgado nesta terça (16) pela PGR.

A justificativa é de que o parlamentar, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, estaria atuando mais uma vez para obstruir o trabalho judicial, oferecendo dinheiro às testemunhas para que desqualificassem as investigações.

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias