Black Friday Ubannet

23/05/2019 às 13h57m - Atualizado em 23/05/2019 às 20h51m

Pai é suspeito de estuprar filha por 10 anos e obrigá-la a fazer sexo com criança e com animal

Segundo delegada, homem foi preso por se aproximar de outra filha, descumprindo medida de proteção, em Jaboatão. Polícia já pediu prisão também por causa de abusos sexuais.

violencia-estupro_1

Um homem que está sendo investigado por estuprar a filha durante dez anos foi preso em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Segundo a delegada Ana Luiza Mendonça, durante esse período, a jovem, hoje com 21 anos, foi obrigada a manter relações com outra criança e com animal, além de ter sofrido agressões sexuais com objetos.

Ana Luiza, que atua na Delegacia da Mulher, informou que o desempregado foi preso em flagrante, na quarta-feira (22), por descumprir uma medida protetiva determinada pela Justiça. Ele estava proibido de se aproximar da família da vítima por causa de violência doméstica.

Além de abusar da filha, desde que ela tinha 11 anos, o pai chegou a praticar o crime de cárcere privado. Segundo a delegada, ela ficava trancada no quarto de casa e tinha os documentos retidos pelo homem.

A policial explica que a prisão em flagrante diz respeito apenas ao descumprimento da medida de proteção. No entanto, o desempregado é alvo de outros dois procedimentos por violência sexual, sendo um deles o de abusos praticados contra a filha.

“Ele foi até a escola de outra filha e descumpriu a determinação judicial. Já finalizei o inquérito dos estupros e encaminhei à Justiça. Estamos aguardando a decisão sobre esse caso”, explicou a delegada.

Denúncia

O caso começou a ser investigado em 31 de março deste ano, após denúncia da família. A delegada conta que o homem preso agia com violência e, por isso, foi solicitada à Justiça a medida protetiva.

Os estupros foram relatados pela jovem a partir do momento em que se tornou necessário solicitar ao Judiciário a proteção para a família. Além da jovem, o homem tem mais quatro filhos.

Os crimes começaram a ser praticados quando a garota passou a morar com o pai, uma vez que ela residiu com uma avó até os 11 anos de idade. “Ele não trabalhava e era sustentado pela atual mulher, que é tia e madrasta da menina que era violentada. Ele usava as agressões físicas e psicológicas para dominar todo mundo”, observa.

A delegada afirma que já pediu a prisão do homem por estupro de vulnerável, pois ele abusou da filha quando ela tinha menos de 14 anos. "Também relatei que ele praticou crimes de estupro [quando ela era maior], ameaça e cárcere privado", afirma Mendonça.

De acordo com Ana Luiza Mendonça, o homem foi levado para o Plantão da Delegacia de Prazeres, em Jaboatão, onde foi feito o flagrante pelo descumprimento da medida. Nesta quinta-feira (23), ele deve ser encaminhado para a audiência de custódia. 

Informações: G1 PE

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias