GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

16/07/2019 às 12h54m - Atualizado em 16/07/2019 às 16h32m

Coordenador da “Lava Jato” pede demissão e amplia crise na Procuradoria-Geral da República

O pedido de demissão teria ganhado força após Dodge receber a delação premiada do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro e a mesma permanecer parada em seu gabinete desde o fim de janeiro.

coordenador_da_lava_jato-jose_alfredo_de_paula

Em mais um capítulo na sucessão da Procuradoria-Geral da República (PGR), o coordenador do grupo de trabalho da Operação Lava-Jato no órgão, José Alfredo de Paula, pediu exoneração do cargo e deixou a função na última sexta-feira (13), a dois meses do fim da atual gestão da procuradora-geral, Raquel Dodge.

“Sua saída amplia o desgaste interno de Dodge e representa a perda de um dos postos mais importantes da sua gestão, em um momento no qual ela se articula por uma recondução ao cargo por fora da lista tríplice. O procurador José Alfredo havia sinalizado antes que ficaria no cargo até setembro, quando termina a atual gestão, mas acabou antecipando sua saída oficialmente por motivos pessoais”,  aponta a reportagem de Aguirre Talento, no jornal O Globo.

Ainda segundo a publicação, o pedido de demissão ganhou força após Dodge receber a delação premiada do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro e a mesma permanecer parada em seu gabinete desde o fim de janeiro. A procuradora não teria mandado o material para homologação (aval jurídico) do ministro relator no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, o que impede o prosseguimento das investigações.

A delação de Léo Pinheiro atinge integrantes do mundo político e do Judiciário, que são valiosos aliados de Dodge no processo de recondução ao cargo.

Balanço da PGR

Quando fez um balanço do seu primeiro ano de gestão, Dodge anunciou que apresentou 46 denúncias contra políticos com foro privilegiado e negou uma diminuição no ritmo da Lava-Jato. Disse ainda que um dos focos do trabalho tem sido acompanhar o cumprimento dos acordos de delação já assinados anteriormente.

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias