GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

24/07/2017 às 14h31m - Atualizado em 24/07/2017 às 14h32m

Quatro anos sem Dominguinhos: artistas lembram parcerias e fazem tributo

“Além de homenagear e manter viva a obra de Dominguinhos, vamos poder ajudar entidades que precisam”, afirmou o idealizador.

dominguinhos

Neste domingo (23), completa-se quatro anos da morte de Dominguinhos. Dezenas de artistas subiram ao palco do Theatro 4 de Setembro para homenagear a obra do pernambucano. A 4ª edição do show solidário “Viva Dominguinhos”, além de homenagear o grande artista, ajudou duas instituições beneficentes de Teresina. A apresentação causou comoção ao público a todo momento.

O tributo ao cantor e compositor que morreu aos 72 anos teve a participação de Adelson Viana (CE), Clodo Ferreira e Júlio Medeiros e banda, Lázaro do Piauí, Gonzaga Lú, Flávio Augusto, Ivan Silva, Bel Lima, Luís Marcos, Zé Colmeia e Marinaldo do Forró. A abertura do show ficou por conta da Orquestra Sanfônica Dominguinhos.

O projeto é idealizado e organizado pelo cantor Marinaldo do Forró. O evento recebe o apoio dos artistas envolvidos e tem fim beneficente, com renda destinada para o Lar da Esperança, que cuida de portadores do vírus HIV, e para a Associação de Portadores de Mielomeningocele, Hidrocefalia e Transtornos Neurológicos (Amhor).

“Além de homenagear e manter viva a obra de Dominguinhos, vamos poder ajudar entidades que precisam”, afirma o idealizador do evento, o cantor Marinaldo do Forró. Além de admirador do trabalho de Dominguinhos, Marinaldo já tocou ao lado do pernambucano. “Participei do último show dele em Teresina, em novembro de 2010”, conta. Entre os músicos que participam desta noite de celebração, alguns nomes também já dividiram o palco com Dominguinhos.

Clodo Ferreira também já escreveu músicas de sucesso que foi cantadas por Dominguinhos. “Dominguinhos deixa um legado que jamais será esquecido. Eu tenho o maior orgulho de poder ter escrito histórias cantadas por ele. É um exemplo de humildade e talento que deixa sua história ao público”, disse.

Do G1 Piauí

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias