GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

02/10/2018 às 10h26m - Atualizado em 03/10/2018 às 09h07m

Homem esfaqueia ex-mulher, mata mototaxista e depois morre ao se jogar contra um caminhão na BR-101

Mortes foram registradas pela Polícia Militar na manhã desta terça-feira (2) na Grande Natal. Ex-companheira do agressor não corre risco de morrer

homicidio-facadas-suicidio

Um homem de 53 anos esfaqueou a ex-mulher, matou a facadas um mototaxista e depois se jogou contra um caminhão na BR-101. As mortes aconteceram nesta terça-feira (2), nos municípios de São José de Mipibu e Goianinha, ambos na Grande Natal. De acordo com a polícia militar, o autor dos ataques foi o pedreiro e mototaxista Gelson Martins. Nesta terça-feira pela manhã, ele procurou sua ex-companheira, Maria Alcilene da Rocha, 33 anos.

Ela estava na comunidade conhecida como Laranjeira de Abdias, zona rural de São José de Mipibu, trabalhando como agricultora na companhia de dois irmãos e um tio. Gelson Martins chegou e a chamou para conversar. O tio recomendou que ela não fosse, mas Alcilene acreditou que nada iria acontecer. E foi. Acabou esfaqueada no rosto, nos seios e na barriga.

Gelson só interrompeu o ataque após ser atingido por pedras jogadas pelo tio de Alcilene, que foi socorrido logo após o pedreiro deixar o local. Enquanto ela seguia para o hospital, seu ex-marido – ainda em Laranjeira do Abdias – seguiu para o ponto de motos onde costumava ficar e lá esfaqueou um mototaxista.

Segundo informações colhidas na comunidade, a vítima e Gelson Martins eram brigados. A desavença começou por uma disputa envolvendo passageiros. A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. Gelson Martins, então, se dirigiu à cidade de Goianinha. Lá estacionou a moto na qual estava próximo à BR-101 e se jogou na frente de um caminhão que passava, às 7h.

A Polícia Rodoviária Federal esteve no local, ouviu o motorista de caminhão e algumas testemunhas, que confirmaram a informação. A ex-companheira de Gelson foi atendida no Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim, foi estabilizada e não corre risco de morrer.

O casal teve dois filhos, um de 9 outro de 17. Os dois foram casados por 18 anos e estavam separados há cerca de dois meses. Ele não aceitava o fim do casamento.

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias