GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

17/10/2019 às 11h38m - Atualizado em 17/10/2019 às 12h27m

Em Pernambuco, diretor e vice-diretor de escola estadual é investigado por estupro de garota de 13 anos no Recife

Polícia informou, nesta quarta (16), que caso teria ocorrido no bairro da Boa Vista, no Centro da cidade. Suspeito e vice-diretor foram afastados das funções, segundo governo.

estupro-violencia

O diretor de uma escola pública está sendo investigado pela Polícia Civil por suspeita de estuprar uma adolescente de 13 anos. O caso, segundo a corporação, ocorreu há cerca de três meses, em uma unidade da rede estadual de ensino, no bairro da Boa Vista, Centro do Recife. O governo informou que o suspeito e o vice-diretor da instituição foram afastados das funções.

De acordo com o delegado Ademir de Oliveira, gestor interino do Departamento de Polícia da criança e do Adolescente (DPCA), a denúncia foi feita pela mãe da vítima.

"Ela disse que a filha dela, uma aluna, tinha sido estuprada pelo diretor, que tinha levado a garota para um motel. Além disso, haveria outra denúncia contra o vice-diretor", afirma.

O caso foi denunciado na sexta-feira (11) e divulgado pela polícia nesta quarta-feira (16). Por meio de nota, a Polícia Civil informou que, logo após a denúncia, a adolescente, a mãe dela e os dirigentes da escola foram conduzidos à sede do DPCA, no bairro da Madalena, Zona Oeste do Recife. Os nomes não foram divulgados para preservar a vítima, em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Apesar disso, como a denúncia diz respeito a um caso que teria ocorrido meses antes, não foi possível lavrar flagrante contra os suspeitos. "A mãe dela deixou claro que o caso tinha acontecido há meses e, por isso, não foi possível o flagrante. Entretanto, os dois estão sendo investigados", declara Ademir de Oliveira.

Na delegacia, todos os envolvidos no caso prestaram depoimento e a menor de idade foi encaminhada para realização de exame sexológico no Instituto de Medicina Legal, no Centro do Recife. O caso está sendo investigado pelo delegado Evelton Xavier.

Resposta

Por meio de nota, a Secretaria de Educação e Esportes do estado informou que os dirigentes da escola foram afastados dos cargos, até a conclusão do caso, e que a Gerência Regional de Educação Recife Norte conversou com a mãe da estudante sobre o ocorrido.

A pasta diz, ainda, que "todos encaminhamentos legais já foram tomados e está acompanhando as investigações", e que "nunca houve qualquer tipo de denúncia contra esses gestores".

Do G1 PE

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias