Black Friday Ubannet

01/02/2019 às 03h08m - Atualizado em 01/02/2019 às 15h08m

Chega ao final mandato de deputado federal de Marinaldo Rosendo

O ex-parlamentar votou favorável à reforma Trabalhista, ao Impeachment de Dilma Roussef e duas vezes contra a abertura de investigação do ex-presidente Michel Temer.

marinaldo_rosendo_1

Chegou ao final nesta quinta-feira (31), o mandato de deputado federal de Marinaldo Rosendo. O agora ex-parlamentar de 53 anos tentou a reeleição no pleito eleitoral que aconteceu no mês de outubro de 2018, mas não chegou nem perto da votação que conseguiu em 2014.

marinaldo-rosendo-clovis_paiva

Nas últimas eleições, ele concorreu pelo Partido Progressista (PP) e obteve 36.327 votos, sendo apenas o 35º mais votado do Estado de Pernambuco. Esse número está muito abaixo da votação conseguida por Rosendo na sua primeira candidatura a Câmara Federal. Ele perdeu quase um terço dos votos de uma eleição para outra (97.380 contra 36.327). No ano passado, fez dobradinha em Timbaúba com o ex-prefeito de Ribeirão, Clóvis Paiva (PP) e conseguiu transferir apenas 1.733 votos.

Em novembro de 2015, com a expulsão do ex-vereador Severino Gomes (Tiba) do comando do PSB local, o então deputado federal assumiu a presidência do diretório municipal. Faltando pouco tempo para as eleições de 2018, sem espaço entre os socialistas, abandonou o partido fundado por Miguel Arraes, no qual foi eleito, e cortou relações políticas com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

Em sua breve passagem pela Câmara Federal, o ex-congressista se envolveu em muitas votações polêmicas, como por exemplo: votar a favor do Processo de Impeachment de Dilma Rousseff, votar favorável a reforma Trabalhista, votar contra o processo em que se pedia a abertura de investigação do então presidente Michel Temer, onde também ajudou a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal, votar a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos, entre outros.

De acordo com o portal Congresso em Foco, em seu primeiro ano no cargo, o então deputado apareceu entre os parlamentares que mais gastaram com alimentação. E no ano seguinte foi citado na mídia como um dos campeões com gastos de passagens aéreas.

Já em 2017, foi destaque negativo na mídia de todo Brasil tendo o seu nome divulgado na lista de parlamentares empresários com dividas com a Previdência e o FGTS. De acordo com o portal da Controladoria-Geral da União, ele tem uma dívida de mais de R$ 100 milhões com o INSS, sendo o primeiro lugar da lista em relação ao ranking dos deputados federais. 

Confira os deputados federais e senadores que mais devem ao INSS

Certamente fora da Câmara Federal a partir de hoje, o empresário Marinaldo Rosendo terá mais tempo para se defender dos processos na Justiça do Trabalho, na Justiça Comum e denúncias no Ministério Público, que acumulou durante a sua vida empresarial e política. Na época de prefeito, ele cometeu ato de improbidade administrativa, Desrespeito à Lei de Responsabilidade Fiscal, além de ter a Gestão Fiscal julgada irregular, Contas julgadas irregulares e Admissão de Pessoal julgada ilegal, segundo o TCE. 

Com a restrição do foro privilegiado de deputados e senadores, Rosendo foi denunciado pelo Ministério Público de Pernambuco, em agosto ano passado, por crime de sonegação fiscal e ocultação de bens. De acordo com o MPPE, a denúncia diz respeito a 28 supostas ações criminosas cometidas entre 2009 e 2011 pela empresa MR Supermercados Ltda, a qual o ex-parlamentar era sócio-administrador. De acordo com a investigação, mais de R$ 31 milhões deixaram de ser pagos à Receita Federal pelas empresas do ex-deputado.

Por: Reginaldo A. Silva (Jornalista - DRT - 6589/PE)

 

Outros assuntos relacionados ao ex-deputado Marinaldo Rosendo:

Eleições: Deputado Federal Marinaldo Rosendo é derrotado nas urnas e não consegue se reeleger

Deputado federal Marinaldo Rosendo é denunciado pelo Ministério Público de Pernambuco por crime de sonegação fiscal e ocultação de bens

Supremo Tribunal Federal remete inquérito do deputado federal Marinaldo Rosendo para Timbaúba

Deputado Marinaldo Rosendo é investigado por suposta sonegação de ICMS em supermercado

Ministério Público de Pernambuco processa ex-prefeito de Timbaúba

Rejeitadas as contas de Timbaúba do exercício de 2013

Brasília: Confira os deputados federais e senadores que mais devem ao INSS

 

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias