GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

07/04/2015 às 10h45m - Atualizado em 07/04/2015 às 11h18m

O Sindicato dos Policiais Civis em Pernambuco (Sinpol) quer interdições de três delegacias e IMLs do Recife e Petrolina

Levantamento do sindicato mostra condições insalubres de trabalho

O Sindicato dos Policiais Civis em Pernambuco (Sinpol) vai acionar o Ministério Público e a Vigilância Sanitária pedindo a interdição das delegacias da Macaxeira, Olinda e Cabo de Santo Agostinho e dos Institutos de Medicina Legal (IMLs) do Recife e de Petrolina, nesta terça-feira (7). A informação foi repassada em entrevista coletiva à imprensa, na tarde desta segunda-feira, na sede do órgão, em Santo Amaro, área central do Recife. A alegação é de que esses locais oferecem condições insalubres de trabalho, colocando em risco a segurança dos funcionários e pessoas atendidas.

A situação das delegacias e IMLs fazem parte de um dossiê elaborado pelo Sinpol entre os dias 14 de março e 5 de abril em 33 delegacias e nos 3 IMLs do Estado. "No IML de Petrolina, a necropsia de cadáveres em estado de putrefação é feito no chão, a céu aberto, com luvas compradas pelos funcionários. O mata-mosca está quebrado, um risco pois as varejeiras cegam - já ocorreu um caso no IML do Recife. Teto furado, lixo misturado com restos de necropsia, não há condições de trabalho", afirma o presidente do sindicato, Áureo Cisneiros.

Na última sexta-feira, o Jornal do Commercio publicou matéria mostrando as péssimas condições das delegacias da Macaxeira, Olinda e Cabo de Santo Agostinho. Inquéritos amontadoas, teto furado, material apreendido misturado com colchões e inquéritos, sujeira, falta de arquivos. A da Macaxeira virou até um depósito de motos. O dossiê será encaminhado ao Governo do Estado, Ministério Público do Estado, Secretaria de Defesa Social, Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco (OAB-PE) e Assembleia Legislativa do Estado (Alepe).

Em nota, a Secretaria de Defesa Social (SDS) informou que está em negociação com a categoria. Confira a íntegra da nota:

A Secretaria de Defesa Social – SDS informa que as negociações com os Policiais Civis estão em curso, sendo presididas pela Secretaria de Administração, e que o SINPOL já foi recebido por mais de uma vez no corrente ano para apresentar suas reivindicações, as quais estão sendo analisadas considerando a atual conjuntura orçamentária e financeira do Estado.

Entre as reivindicações, foi atendido o pleito de reajuste no valor do auxílio alimentação.

Durante os últimos oito anos tomaram posse 2.911 Policiais Civis, dos 4.951 integrantes da Instituição existentes em dezembro de 2014, significando um aumento real de 13,4% no efetivo. Entre outras ações, 54 Delegacias foram reformadas, 2.997 policiais civis passaram por cursos de formação continuada e 8.961 passaram por cursos de capacitação diversos, revelando o compromisso da Secretaria de Defesa Social com a melhoria das condições de trabalho destes profissionais de segurança.

A SDS esclarece ainda, que acompanha a evolução da operação padrão que teve início hoje (06/04), acreditando no compromisso dos Policiais Civis em não criar entraves ao exercício das atribuições legais da Instituição Polícia Civil de Pernambuco e das demais instituições que formam o sistema de persecução criminal.

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias