GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

30/06/2020 às 07h09m - Atualizado em 30/06/2020 às 07h34m

Pernambuco registra mais de 23 mil demissões em maio

Já o número de admissões foi de 16.887 contratações

emprego_desemprego_carteira_trabalho_oportunidade

A Secretaria de Trabalho, Emprego e Qualificação divulgou, nesta segunda-feira (29), que Pernambuco contabilizou 23.839 demissões em maio deste ano. O número de admissões no mesmo período, por outro lado, foi de 16.887 contratações.

O levantamento levou em consideração dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). No saldo entre contratações e demissões, o registro ficou negativo, com menos 6.952 postos de trabalho formais. De acordo com a Secretaria, esse saldo é melhor que o do último mês de abril, quando “24.965 pessoas com carteira assinada foram desligadas no auge da pandemia provocada pelo novo coranavírus (Covid-19)”.

“O setor que mais gerou empregos, contudo, foi o de administração pública, com destaque para a saúde e serviços sociais, tendo um saldo positivo de 1.236 contratações, o segundo maior número do Nordeste. A Bahia, por exemplo, tem uma população maior e teve saldo 1.305 admissões neste período mencionado”, informou a Secretaria, por meio da sua assessoria de imprensa.

Para o secretário de Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, o fluxo de contratações em serviços públicos tem a participação do Governo de Pernambuco. "O resultado positivo de contratações na gestão pública mostra a preocupação do governo estadual e de alguns municípios com a vida de seus moradores", disse, conforme informações da assessoria.

O levantamento aponta ainda que o comércio registrou 2.404 demissões no Estado, ao mesmo tempo em que o segmento de serviços sofreu o desligamento de 2.023 empregos. Se levarmos em consideração o acumulado do ano, de janeiro a maio de 2020, Pernambuco amargou 63.558 mil demissões.

Apesar dos números de desligamentos, Alberes Lopes mantém esperança na recuperação da economia pernambucana. "Tenho muita esperança que possamos conviver com o novo normal. Em Tacaratu, por exemplo, vários empregos vão ser gerados na área de energia eólica e vamos em breve anunciar. O governo Paulo Câmara está bastante empenhando nessa missão de dar proteção aos pernambucanos e voltar a gerar trabalho", disse o secretário.

Portal Leia Já

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias