GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

12/07/2020 às 13h14m

Mais de 50 mil pessoas se recuperaram da covid-19 em Pernambuco

Quantidade equivale a 70,6% das pessoas infectadas pelo vírus no Estado

coronavirus-curados

O Estado de Pernambuco contabilizou, neste sábado (11), mais de 50 mil pessoas recuperadas da covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, que já contaminou mais de 1,8 milhão de pessoas no Brasil. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, 50.457 pacientes estão recuperados. A quantidade representa 70,6% do total de 71.370 pessoas infectadas pelo novo vírus no Estado. Nas últimas 24 horas, 974 pessoas foram curadas.

O secretário de Saúde do Estado, André Longo, fez um balanço dos quatro meses da pandemia que mudou a rotina do mundo, e relembrou a estrutura montada em Pernambuco para enfrentar o avanço da covid.

"Há exatos quatro meses, a Organização Mundial de Saúde (OMS) elevava o status da contaminação pelo novo coronavírus à condição de pandemia. Um dia depois, em 12 de março, Pernambuco confirmava os dois primeiros casos importados da Covid-19. Desde então, montamos uma força tarefa para conduzir as ações de enfrentamento com muita responsabilidade e transparência com o objetivo de salvar vidas. As curas clínicas dos casos mais graves demonstram o quanto a rede de assistência, que vem sendo ampliada e estruturada continuamente, vem sendo primordial para salvar vidas. Este é um dado que supera a frieza dos números”, pontua Longo.

"Só foi possível graças ao maior esforço sanitário, logístico e de mobilização de recursos humanos da história da saúde pública do nosso Estado, que possibilitou a abertura de mais de 800 leitos de UTI pelo Governo de Pernambuco, e a conscientização e mobilização dos pernambucanos, que, quando foi preciso, realizaram um efetivo isolamento social" ANDRÉ LONGO - SECRETÁRIO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO

Descrição dos casos recuperados

Do total de pessoas recuperadas clinicamente, 10.519 foram casos que demandaram leitos na rede de saúde e se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), enquanto 39.938 foram de casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar.

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias