GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

18/07/2014 às 10h22m

Catador de recicláveis é preso por estuprar e engravidar filha de 12 anos

Garota disse estar apaixonada pelo pai. Catador foi preso e levado para o Cotel, em Abreu e Lima

Um catador de materiais recicláveis foi preso na tarde desta quinta-feira (17) em Vitória de Santo Antão, Zona da Mata pernambucana, suspeito de estuprar a própria filha, uma menina de apenas 12 anos. A garota está grávida de sete meses.

Na escola em que a criança estuda alguns profissionais perceberam que ela estava com um comportamento estranho e desconfiaram que ela estivesse grávida. “Professoras notaram que ela estava diferente e decidiram alertar a família”, informou a delegada Bruna Falcão, que registrou a ocorrência.

Quando souberam dos abusos, vizinhos da criança ficaram revoltados e por pouco não lincharam o catador. A violência foi impedida pela Polícia Militar, que levou o acusado para a Delegacia de Vitória de Santo Antão, onde ele prestou depoimento. A garota também foi ouvida.

“A princípio a menina inventou uma história dizendo que o bebê que está esperando é de um outro rapaz. Depois de algum tempo de conversa ela confirmou que mantinha relações sexuais com o pai há aproximadamente um ano e que estava apaixonada por ele”, explicou a delegada. Como a garota tem menos de 14 anos, mesmo afirmando que não era obrigada a fazer sexo, o catador foi autuado por estupro de vulnerável.

Após a autuação, o pai da criança foi encaminhado para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.

Apesar de gerarem perplexidade na população, casos de abusos sexuais praticados contra crianças dentro de suas próprias casas não chegam a ser raros. Na última quarta-feira (16), em Jaboatão dos Guararapes, um homem foi preso acusado de estuprar a enteada de 11 anos. A mãe da criança estranhou uma marca roxa no pescoço da menina e acionou a polícia. Segundo o delegado Carlos Barbosa, o homem confessou que praticava sexo anal e vaginal com a criança há pelo menos um ano. O suspeito foi levado para o Cotel.


Com informações da TV Jornal/JC Online
Imagem ilustrativa

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias