GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

12/08/2020 às 06h51m - Atualizado em 12/08/2020 às 07h19m

Suspeito de matar ex-namorada com 30 facadas no Cariri paraibano paraibano é preso em Pernambuco

Crime teria sido motivado por término de relacionamento e suspeito seria ex-namorado.

adolescente-menor_apreensao-estupro

Um jovem de 20 anos suspeito de matar a ex-namorada, de 15 anos, com pelo menos 30 facadas, no município de Zabelê, Cariri paraibano, foi preso na manhã desta terça-feira (11) na cidade de Sertânia, em Pernambuco. De acordo com o delegado Jorge Luiz, o suspeito pediu ajuda a uma pessoa da cidade, que achou a atitude dele suspeita e acionou a Polícia Militar de Pernambuco. De acordo com informações de testemunhas à polícia, o suspeito do crime não aceitava o fim do relacionamento.

O crime aconteceu na madrugada da segunda-feira (10). A adolescente foi vítima de vários golpes de faca nas costas e no pescoço. No início da madrugada, vizinhos ouviram gritos de uma menina vindos de uma casa e, ao chegarem até o local para ver o que havia ocorrido, se depararam com o corpo no chão. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado ao local e constatou que ela já estava morta.

A Polícia Civil da Paraíba informou que o suspeito Matheus Bezerra dos Santos está sendo conduzido para a delegacia da cidade de Monteiro, na Paraíba. Ele será ouvido por um delegado, no entanto, ainda não há informações onde ele ficará detido e onde será prestado o depoimento. De acordo com o delegado Jorge Luiz, o local ainda não foi definido por ser um caso que gerou muita comoção. Alguns familiares já prestaram depoimento.

A Polícia ainda vai colher material genético da vítima para ajudar na investigação, e detalhou que a adolescente e o jovem conviveram por um ano com histórico de agressão, violência, ciúmes e sentimento de posse dentro do relacionamento.

Feminicídio é o assassinato contra uma mulher cometido devido ao fato de ela ser mulher ou em decorrência da violência doméstica. Foi inserido no Código Penal como uma qualificação do crime de homicídio em 2015 e é considerado crime hediondo.

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias