GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

25/09/2014 às 16h04m - Atualizado em 25/09/2014 às 16h22m

Paciente grave do Imip realiza sonho e se casa na igreja de hospital

Amauri Pastor da Silva, diagnosticado com câncer de pâncreas, e se casou com a companheira Marinalva, mulher com quem vive há 34 anos.

Foto: Paciente grave do Imip realiza sonho e se casa na igreja de hospital  Amauri Pastor da Silva, diagnosticado com câncer de pâncreas, e se casou com a companheira Marinalva mulher com quem vive há 34 anos.http://goo.gl/whXM1r

Um beijo demorado e um abraço quase sem fim. Como quem acredita que segurando a pessoa que ama terá ela por mais tempo, seu Amauri Pastor da Silva, 63 anos, selou nesta quarta a união com a mulher com quem vive há 34 anos. Com um câncer de pâncreas em estágio avançado, ele não sabe até quando estará ao lado de Marinalva, mas nem por isso abandonou um antigo sonho: o de casar.

"Eu queria viver com você para sempre", disse o noivo à Marinalva, 49, quando os dois se encontraram no altar. Conduzida pelo único filho do casal, ela não escondia a emoção ao andar pela Capela Nossa Senhora das Graças, no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), na Boa Vista."A gente nem conseguiu dormir esta noite de tanto nervosismo", contou ela enquanto se arrumava para ir ao encontro do companheiro.

Amauri e Marinalva estão juntos há 34 anos / Foto: Edmar Melo/JC ImagemSem a possibilidade de cura, seu Amauri está internado no setor paliativo da unidade de saúde. E foi lá que, durante a conversa com o médicos, que revelou o desejo que nunca pôde realizar. Após o pedido oficial à esposa, foi a vez de a equipe do hospital e o voluntariado do Imip se mobilizarem para organizar. "De quinta para hoje arrumamos tudo. Conseguimos as doações e arrecadamos dinheiro para fazer a cerimônia", explicou um das voluntárias da Oficina de Artes do Imip, Lusiana Carvalho.

A história do casal emocionou e criou um sentimento de solidariedade em quem compartilha do mesmo sonho. No grupo de Facebook Noivas Unidas do Recife (NUR), no qual as noivas trocam experiências antes do dia tão esperando, foi criada uma campanha para ajudar no casamento de seu Amauri. O sapato, a roupa, o terço, tudo foi doado.

Durante a cerimônia, muitos médicos, enfermeiros e voluntários não conseguiram conter as lágrimas. O residente, Hugo Moura, que acompanha seu Amauri desde que ele chegou no setor, foi um dos padrinhos do casal."Realizar a vontade de um paciente que passa por esta situação é muito importante. Isso possibilita um conforto a ele". O médico ainda trouxe uma boa notícia. O noivo poderá voltar para casa em breve, quando os medicamentos paliativos forem ajustados.


Do JC Online

Fotos; JC Imagens

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias