GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

05/12/2020 às 08h11m - Atualizado em 05/12/2020 às 08h17m

Ônibus cai de viaduto na BR-381 em Minas Gerais e deixa 17 mortos

De acordo com o Corpo de Bombeiros de MG, o veículo caiu de altura de 35 metros. Pelo menos 27 pessoas ficaram feridas, sendo três em estado grave.

joao_monlevade-grave_acidente_de_transito

Um ônibus de viagem com 46 passageiros caiu hoje de um viaduto conhecido como Ponte Torta, na BR-381, entre as cidades de João Monlevade e Nova Era, no interior de Minas Gerais, e deixou 17 mortos e 26 feridos, de acordo com o Corpo de Bombeiros do estado. O veículo saiu de Mata Grande (AL) e ia para São Paulo.

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) informou que a empresa JS Turismo é a dona do veículo e não tinha autorização para transportar passageiros.

A altura da queda foi de aproximadamente 23 metros, segundo a medição feita pelos peritos, em área próxima ao entroncamento com a BR-262, sobre a linha da Estrada de Ferro Vitória a Minas, e também próximo ao rio Piracicaba.

Segundo o Corpo de Bombeiros, 12 passageiros morreram no local e outros três faleceram a caminho do Hospital Margarida, em João Monlevade, para onde os feridos foram encaminhados. Uma quarta vítima foi levada à unidade de saúde após o ônibus ser içado; ela foi encontrada ainda com vida dentro do banheiro do coletivo, mas morreu ao chegar ao hospital.

Por volta de 21h20, os bombeiros confirmaram mais uma morte de um paciente levado ao Hospital Margarida.

Outros passageiros do ônibus, um homem e seus dois filhos foram encaminhados ao Hospital João 23, em Belo Horizonte, a 117 km do local.

Uma das crianças é um menino de dez anos de idade que chegou ao local em estado grave. O hospital afirmou ao UOL que por volta das 18h ele foi levado para o bloco cirúrgico para um procedimento neurológico. Por volta de 19h30, o João 23 recebeu a outra criança, uma menina de sete anos. Ela teve uma fratura no tornozelo e apresentava quadro estável.

Às 21h30, o João 23 divulgou que o pai das crianças, de 33 anos, estava em estado grave.

Os bombeiros afirmaram que as vítimas levadas até Belo Horizonte foram encaminhadas em estado grave — segundo eles, ao menos uma delas teve traumatismo cranioencefálico e suspeita de pneumotórax (que é quando há ar entre camadas que revestem os pulmões). O Hospital João 23 é especializado em traumas.

Os três pacientes foram encaminhados por dois helicópteros Arcanjo — uma forte chuva que atingiu BH durante a tarde dificultou a chegada das aeronaves.

O acidente

O porta-voz do Corpo de Bombeiros de MG, Pedro Aihara, afirmou que a corporação recebeu um chamado sobre o acidente por volta das 14h. De acordo com a corporação, o ônibus deixou Mata Grande às 9h de ontem e ia para São Paulo. Quando passava pela ponte, no sentido Belo Horizonte, o motorista perdeu o controle do veículo e colidiu com o retrovisor de um caminhão que estava no local.

Em seguida, testemunhas relataram que o motorista gritou que teria perdido os freios. O ônibus começou a voltar de marcha ré, bateu em uma proteção lateral da ponte e caiu de uma altura de 35 metros, segundo peritos da Polícia Civil. Ainda não há informações sobre a lista de passageiros.

A Polícia Civil de MG afirmou que a causa do acidente será investigada e que o laudo deve ficar pronto em 30 dias, mas o prazo pode ser prorrogado.

Os bombeiros divulgaram que os corpos serão levados para o IML (Instituto Médico Legal) de João Monlevade.

Motorista pulou do ônibus antes da queda

A PRF-MG (Polícia Rodoviária Federal de Minas Gerais) informou que tenta localizar o motorista, que não consta entre as vítimas do acidente.

UOL apurou que o condutor pulou do veículo antes da queda, fugiu do local e ainda não se apresentou à polícia. Outras seis pessoas também saltaram do ônibus, segundo os Bombeiros. Três delas foram levadas ao Hospital Margarida, enquanto as outras três não se feriram e não precisaram de acompanhamento hospitalar.

Em nota, a ANTT afirmou que a JS Turismo é cadastrada na agência e tem um Termo de Autorização para prestação de serviço regular concedido pela justiça, por liminar. No entanto, sem autorização para o transporte de passageiros.

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias