Black Friday Ubannet

17/02/2019 às 14h03m

Comoção marca sepultamento de taxista assassinado a tiros em João Pessoa

O taxista foi morto a tiros dentro do carro, na tarde última sexta-feira (15)

sepultamento-taxista

Dor, comoção e uma multidão de familiares e amigos com sede de justiça, esse foi o cenário encontrado na manhã desde domingo (17), no Cemitério do Cristo Redentor, em João Pessoa. Lá foi sepultado Paulo Damião, um taxista que foi baleado no interior do seu instrumento de trabalho e morreu a caminho do hospital. O motivo? Uma suposta briga de trânsito, segundo a polícia.

Paulo Damião tinha 42 anos e trabalhava como taxista há 10. De acordo com os familiares e amigos ele era uma pessoa tranquila. Paulo morava em Goiânia e um dia ligou para o cunhado perguntando sobre como era o trabalho de taxista em João Pessoa. Segundo o cunhado, foi ele mesmo quem comprou o primeiro veículo para que Paulo começar a trabalhar na capital paraibana, lugar que ele escolheu para viver.

Taxistas seguiram acompanhando o cortejo até o cemitério. Para eles, Paulo era um exemplo de alguém que lutava para sempre fazer o que é certo sem privilegiar ninguém, sempre agindo com justiça. Paulo deixa dois filhos e esposa, além de amigos e toda uma categoria de luto.

Na última sexta-feira (15), de acordo com a polícia, Paulo encontrou a morte após uma suposta discussão de trânsito. Ao tentar estacionar ele teria obstruído outro veículo que vinha logo atrás dele. O passageiro desse veículo desceu, foi até o táxi, sacou uma arma e disparou contra ele. Depois disso atirador colocou a arma na cintura e caminhou por cerca de 50 km, onde chegou em casa e foi dormir.

A pessoa que dirigia o carro que o atirador estava disse que não esperava que ele tivesse aquela atitude. Ele teria convidado o amigo para um bar, onde passaram boa parte do dia e logo depois resolveu leva-lo para casa. Uma câmera de segurança flagrou toda a ação.

Após o crime a polícia cercou a casa e, após horas de negociação, o atirador se entregou. Ele foi encaminhado para a Central de Polícia, onde houve uma grande movimentação de taxistas do lado de fora. Neste sábado (17) ele passou por audiência de custódia e foi encaminhado para o 5º Batalhão da Polícia Militar, no bairro Valentina Figueiredo.

Do Portal T5

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias