GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

27/02/2019 às 10h59m - Atualizado em 27/02/2019 às 11h01m

Após ameaças, prefeita de Glória do Goitá tem segurança particular reforçada

Chefe do executivo municipal foi ameaçada de morte nas redes sociais

prefeita_adriana_paes_1

Após a divulgação de ameaças contra a prefeita de Glória do Goitá, Adriana Paes (PR), a gestora do município informou que reforçou sua segurança particular e entrou com recurso no Governo do Estado para pedir proteção de vida. 

Nessa segunda-feira (25), uma conta no Facebook divulgou prints de conversas ameaçando a prefeita. Em um dos diálogos, pessoas afirmavam que o crime deveria ser realizado ainda no começo de 2019. 

LEIA TAMBÉM: Polícia investiga supostas ameaças de morte contra prefeita de Glória do Goitá

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso. Em coletiva promovida pela Prefeitura de Glória do Goitá na tarde desta terça-feira, a assessoria de imprensa afirmou que o Boletim de Ocorrência foi prestado na delegacia de Vitória de Santo Antão, e narrou os acontecimentos. 

"O menor envolvido no esquema criminoso foi quem denunciou. Ele que não quis participar, então fez um perfil na rede social, no Facebook, e colocou os prints denunciando. Ele criou uma conta no Facebook e daí marcou algumas pessoas e depois divulgou como público e todo mundo teve conhecimento na madrugada de ontem (segunda-feira)", explicou.

A prefeita Adriana Paes afirmou que vai aguardar a conclusão do inquérito e que não tem conhecimento do que pode ter motivado as supostas ameaças contra ela. "A gente vai aguardar. Eu posso dizer o que eu acho, que o pessoal tem muita sede do poder. Então, assim, se for a motivação política será pela sede do poder", disse. 

Ainda de acordo com a gestora, enquanto aguarda por proteção pública, ela mesma reforçou sua própria segurança particular. "Eles só saiam comigo em dias que eu ia para eventos, distrito, reunião no sítio. Mas assim, com esse fato ontem, eu estou com uma segurança um num dia e o outro no outro", disse.

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos foi procurada, mas até a publicação desta reportagem não se pronunciou sobre o caso.

Investigação

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que um inquérito foi instaurado para apurar a origem das mensagens de ameaça à prefeita. Confira a íntegra da nota:

"A Polícia Civil instaurou inquérito policial a fim de averiguar a origem e procedência das mensagens de ameaça à Chefe do Executivo municipal, da cidade de Glória do Goitá, Adriana Paes, onde já foram solicitadas diversas diligências, como a colheita das declarações de todos os envolvidos. O delegado responsável pelas investigações é o titular da cidade, drº Élson Godoi."

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias