GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

15/04/2021 às 13h37m - Atualizado em 15/04/2021 às 13h41m

Polícia investiga fraudes em licitações para comprar material gráfico em Timbaúba, Nazaré da Mata e Vicência

Operação 'Rip Stop 2' foi deflagrada nesta quinta-feira (15). Apesar de as prefeituras investigadas desvio de recursos públicos serem na Zona da Mata, mandados foram cumpridos no Recife.

operacao_policia_civil

A Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão, no Recife, nesta quinta-feira (15), para investigar fraudes em licitações nas prefeituras de Nazaré da Mata, Timbaúba e Vicência, na Zona da Mata Norte de Pernambuco.

A operação “Rip Stop 2” é derivada de uma ação deflagrada em junho de 2020, para apurar o mesmo tipo de crime em Petrolina, no Sertão. As licitações são de compra de material gráfico. Na primeira fase, foram apontadas, pelo Tribunal de Contas, 131 licitações, envolvendo mais de R$ 132 milhões. Três contratos estão sendo analisados na segunda fase.

Foram expedidos dois mandados de busca e apreensão no Recife. Os policiais apreenderam celulares, computadores e documentos. Os crimes investigados são de fraude em licitação e lavagem de dinheiro. A nova fase da operação começou em outubro de 2020.

De acordo com o delegado Diego Pinheiro, titular da 2ª Delegacia de Combate à Corrupção (Deccor), do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco), o objetivo é identificar membros de uma quadrilha. A polícia não descarta a possibilidade de participação de servidores e ex-servidores das prefeituras.

Nosso objetivo é o de colher provas para vincular essas empresas que possivelmente são de fachada e os sócios são laranjas do empresário alvo da Rip Stop 1”, afirmou o delegado.
Na primeira fase, a empresa investigada seria de fachada e suspeita de fraudar licitações. "Grande parte das licitações em que se tem suspeita de fraudes ele colocava apenas empresas dele, vinculadas a ele ou a familiares. Fazia uma falsa concorrência, onde só empresas dele concorriam", declarou o delegado.

Além dos mandados de prisão, a Vara Única da Comarca de Nazaré da Mata determinou o sequestro de valores e proibição da pessoa jurídica de participar de licitações.

Os nomes dos investigados e os valores suspeitos de terem sido desviados não foram divulgados. Participam da operação “Rip Stop 2” 15 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães.

Respostas
O G1 entrou em contato com as prefeituras de Nazaré da Mata e de Timbaúba, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem. A prefeitura de Vicência se manifestou por meio de nota e disse que "está colaborando com as investigações da Polícia Civil com eficiência e transparência no envio de todos os documentos solicitados".

A prefeitura de Vicência disse, também, que a licitação e contrato-convite investigados dizem respeito aos anos de 2015 e 2016, na gestão anterior.

Fonte: G1 PE

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias