GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

13/05/2016 às 07h25m

Metroviários entram em greve e paralisam a partir de segunda

A categoria realizou uma assembleia na noite desta quinta

O metrô funcionará nos horários de pico

Os metroviários decidiram, em assembleia realizada na Estação Central, na noite desta quinta, paralisar as atividades a partir da próxima segunda-feira (16). Na última terça, a categoria decretou estado de greve. O movimento, que acontece a nível nacional, é motivado pela rejeição, por parte dos metroviários, da proposta de reajuste de 5,5% feita pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU).

De acordo com Diogo Morais, presidente do Sindicato dos Metroviários de Pernambuco (Sindmetro-PE), o índice oferecido pela CBTU está abaixo da inflação e a empresa quer cortar duas cláusulas de acordos antigos. "Nós pedimos um reajuste de 9,28% e a manutenção das cláusulas. Nós não aceitamos a redução do índice percentual. Não abrimos mão do direito. Mas continuamos articulando, tentando dialogar com a empresa e com o governo", afirmou Diogo.

Segundo o presidente do Sindmetro-PE, as duas cláusulas que estão ameaçadas de serem retiradas são o Vale Cultura e as toalhas higienizadas que alguns funcionários recebem para retiraram a graxa antes de retornar para casa. "São coisas simples e a gente não entende porque a empresa não consegue avançar com a gente, diz que não tem condições de bancar estas cláusulas", acrescentou.

Na última terça, os metroviários aderiram ao Dia Nacional de Paralisações, a favor da presidente afastada Dilma Rousseff e funcionou apenas nos horários de pico (das 5h às 9h e das 16h às 20h). A última greve dos metroviários por questões salariais ocorreu há três anos. Em outubro de 2014, a categoria paralisou por três dias, cobrando mais segurança.


As informações são do JC Trânsito
Diego Nigro/JC Imagem

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias