GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

26/07/2019 às 00h09m - Atualizado em 26/07/2019 às 01h22m

Mais de 800 famílias ficaram desalojadas pelas chuvas em Pernambuco

Governo fez um balanço das chuvas que caíram no Estado

chuva-deslizamento_de_barreiras

As chuvas de quarta-feira (24) que resultaram na morte de 12 pessoas deixaram um saldo de mais 800 famílias desalojadas em Pernambuco, sendo 518 somente em Barreiros, na Zona da Mata, e o restante na Região Metropolitana do Recife (RMR). Estes e outros dados foram apresentados na manhã desta quinta (25), em coletiva de imprensa, realizada no Palácio do Campo das Princesas, após a reunião do comitê de monitoramento de chuvas, que contou com representantes da Defesa Civil, Casa Militar e Corpo de Bombeiros.

“Este número de família desalojadas tende a diminuir porque com a redução das chuvas as defesas civis municipais vão avaliar os riscos e diante da volta das normalidade nas localidades algumas reocupações são permitidas, mediante o controle do poder público municipal” , explicou o Secretário Executivo de Defesa Civil do Estado, Coronel Lamartine Barbosa.

De acordo com o Governo do Estado, quatro municípios decretaram estado de emergência: Goiana, Vicência, Igarassu e Abreu e Lima. Questionado sobre o trabalho realizado pela Defesa Civil nesta chuva, o coronel avaliou como positiva. “Foi eficiente. Uma pronta resposta feita pelo Corpo de Bombeiros nas ações de resgate das vítimas que ali estavam, inclusive com expectativa de encontrar pessoas com vida”, disse Lamartine.

O governador Paulo Câmara (PSB) também mostrou seu pesar com as vítimas desta tragédia. "Em primeiro lugar, queremos nos solidarizar com as famílias das vítimas dos deslizamentos de barreiras. Não só as de ontem (quarta-feira), no Recife, Olinda e Abreu e Lima, mas também as de Camaragibe e Jaboatão dos Guararapes, nos casos ocorridos no mês passado", afirmou, em nota enviada à imprensa. Logo em seguida, ele completou: "Quero agradecer aos bombeiros, aos trabalhadores da Defesa Civil e voluntários, que estão na rua desde a noite da terça-feira para prestar socorro e orientação aos moradores das áreas de risco".

BOMBEIROS

Segundo os bombeiros, não houve registro de novas emergências. “Até o momento ninguém deu entrada em mais nenhuma ocorrência de alagamento ou de soterramento. Então voltamos a uma situação de normalidade, mas as equipes estão de prontidão”, afirmou o comandante geral do Corpo de Bombeiros, Manoel Cunha.

Do JCOline

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias