GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

28/07/2020 às 19h22m - Atualizado em 28/07/2020 às 19h54m

Policial militar é preso em operação que investiga quadrilha envolvida com sequestros e extorsão

Deflagrada nesta terça (28), Operação Dubai cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão em várias cidades de Pernambuco. Investigação começou em julho de 2019.

operacao-dubai

Um policial militar foi preso durante a Operação Dubai, deflagrada nesta terça-feira (28) pela Polícia Civil de Pernambuco para desarticular uma quadrilha envolvida com prática de extorsão e sequestro. Dos oito mandados de prisão, seis foram cumpridos, pois um dos alvos morreu durante a investigação e o outro não foi localizado.

O nome da operação faz referência ao apelido como é conhecido o chefe da quadrilha, que também foi preso. Também foram cumpridos onze mandados de busca e apreensão domiciliar, todos expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Carpina, na Zona da Mata de Pernambuco.

O cumprimento dos mandados de prisão e de busca e apreensão ocorreu em várias cidades de Pernambuco, como Caruaru, Bezerros, João Alfredo, Nazaré da Mata e Carpina.

Segundo a Polícia Civil, a investigação foi iniciada no dia 1º de julho de 2019, quando houve o sequestro do gerente do Banco de Brasil de Carpina, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. O cativeiro para onde as vítimas eram levadas ficava em um sítio na zona rural de Caruaru, no Agreste, que pertence ao chefe da quadrilha.

A polícia também informou que a organização criminosa armada atuava desde 2018 e que está envolvida, pelo menos, em quatro sequestros. A Operação Dubai é a 31ª operação de repressão qualificada realizada em 2020.

Ao todo, participam da operação 90 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, além do apoio da Polícia Militar. A operação é coordenada pela Diretoria Integrada Especializada da Polícia Civil (Diresp) e supervisionada pela Chefia da Polícia Civil.

As investigações são assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco (Dintel), especialmente pelo Núcleo de Inteligência do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco). Detalhes sobre as prisões e apreensões são divulgadas em uma coletiva de imprensa agendada para o fim da manhã da quarta-feira (29).

G1 PE

 

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias