Black Friday Ubannet

10/09/2019 às 17h14m - Atualizado em 11/09/2019 às 09h12m

Acusado de estuprar, estrangular e ocultar corpo de jovem na Barra do Ceará, em Fortaleza, é condenado a 37 anos de prisão

A jovem foi encontrada amarrada com fios elétricos e com um saco plástico na cabeça.

cristina_juvenal-estuprada_estrangulada

A Justiça do Ceará condenou, na última sexta-feira (6), o réu José Hermeson da Silva Ribeiro a cumprir pena de 37 anos e seis meses de reclusão pelo crime de homicídio triplamente qualificado, estupro, ocultação de cadáver e furto. O acusado matou a jovem Cristina Juvenal, de 19 anos, no dia 10 de julho de 2018, no Bairro Barra do Ceará, em Fortaleza. A denúncia do Ministério Público do Ceará foi apresentada à Justiça em 20 de novembro de 2018.

Com 19 anos à época, Cristina foi surpreendida pelo criminoso quando ela saía de casa para o trabalho. José Hermeson forçou a vítima a entrar na residência dele e lá cometeu o crime de estupro. Em seguida, estrangulou a vítima com fios elétricos.

A jovem foi encontrada amarrada com fios elétricos e com um saco plástico na cabeça em uma rua do Bairro Jardim Petrópolis. No dia seguinte ao homicídio, José Hermeson levou o corpo em carrinho de reciclagem, enrolado, jogando o cadáver e os pertences dela na rua onde foram encontrados, com um bilhete para confundir e despistar as investigações. O homicídio foi triplamente qualificado por causa do emprego de meio cruel, pela impossibilidade de defesa e pela ocultação do corpo.

Prisão do suspeito

No dia 31 de outubro de 2018, o suspeito de matar Cristina Juvenal do Nascimento, de 19 anos, foi preso e confessou ter estuprado e assassinado a jovem, de acordo com informações divulgadas pela polícia. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, o homem também confessou ter cometido outros estupros.

Do G1 Ceará

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias