GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

11/09/2018 às 08h41m - Atualizado em 11/09/2018 às 09h52m

Mc Loma processa empresário por receber R$ 3 mil em shows que pagavam R$ 20 mil de cachê

Dona dos hits 'Envolvimento' e 'Treme Treme', funkeira disse nas redes sociais que está 'desacreditada e desesperada'.

mc_loma

Mc Loma, funkeira pernambucana de 15 anos que estourou com a música "Envolvimento" no último carnaval, processou o empresário Marcelo Fernandes, dono da produtora Start Music, por dinheiro.

Com cachê de R$ 20 mil por show que fazia com as Gêmeas Lacração, a cantora recebia apenas R$ 3 mil por apresentação. No Instagram, ela desabafou na quinta (6) sobre dificuldades financeiras e disse que está 'desacreditada e desesperada'.

Ao G1, o empresário disse que Loma recebe o que está previsto em contrato. "Dos R$ 20 mil do cachê, tem R$ 5 mil de encargos com produção e contratação de equipe. Dos R$ 15 mil que sobram, 40% é da Start por contrato. Os outros R$ 9 mil são divididos entre as três, por isso ela recebe R$ 3 mil", explicou Fernandes.

Segundo ele, as dificuldades financeiras da funkeira são resultado da proibição, em agosto, de fazer apresentações por não estar frequentando a escola e nem matriculada, como exige a Vara Regional da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de Pernambuco.

Após o episódio, a cantora se matriculou em uma escola pública. Depois de receber críticas, ela usou o Instagram para desabafar. "Eu e Mirella estamos estudando perto de casa em um colégio estadual. Muita gente está julgando mas é porque a gente não tem dinheiro, somos gente como vocês".

O empresário alega que quando assinaram o contrato, em fevereiro deste ano, a Start deu R$ 100 mil à funkeira como adiantamento. Ele disse, ainda, que Loma e as gêmeas Mirella e Mariely moravam em um apartamento da produtora em São Paulo.

Ele afirmou que tem contrato de 5 anos com o trio e a multa por quebra contrato é de R$ 3 milhões. "Nós não queremos que ela saia da Start e vamos conversar hoje com o advogado dela para resolver a situação. Agora que está na escola, ela já pode votlar a fazer shows", contou o empresário.

Do G1 PE

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias