GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

11/10/2018 às 13h44m - Atualizado em 11/10/2018 às 16h54m

Indicado para ministério por Bolsonaro diz que Ministério Público e Ibama 'enchem o saco'

'No meu tempo, não tinha MP e Ibama para encher o saco', diz o General Oswaldo Ferreira, indicado para pasta de Transportes

jair-bolsonaro

Caso Jair Bolsonaro (PSL) se saia vencedor nas urnas no próximo dia 28 de outubro, a área ambiental deverá passar por mudanças consideradas radicais. Isso porque o general Oswaldo Ferreira, homem de Bolsonaro para assumir planos nas área de infraestrutura e meio ambiente, confirmou a reestruturação do sistema com o objetivo de 'eliminar atrasos'.

O militar da reserva é cotado para assumir o Ministério dos Transportes de Bolsonaro e usou da experiência de construção da BR-163, entre Mato Grosso e Pará, para comentar a situação ambiental nacional.

"Eu fui tenente feliz na vida. Quando eu construí estrada, não tinha nem Ministério Público nem o Ibama. A primeira árvore que nós derrubamos (na abertura da BR-163), eu estava ali... derrubei todas as árvores que tinha à frente, sem ninguém encher o saco. Hoje, o cara, para derrubar uma árvore, vem um punhado de gente para encher o saco", disse Oswaldo em entrevista ao Estado de S. Paulo.

A rodovia citada foi construída em 1970, momento em que o governo levava como lema "integrar para não entregar" o Brasil. A rodovia, até hoje, tem mais de 100 km de tera e é conhecida por atoleiros e filas de caminhões. Além disso, o traçado da estrada é marcado por ocupação irregular e desmatamento ilegal.

Fusão de ministérios

O plano de governo de Jair Bolsonaro (PSL) deixou clara a intenção de fundir a estrutura do Ministério do Meio Ambiente ao da Agricultura. Instituo Chico Mende e Ibama também seriam unidos.

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias