Black Friday Ubannet

01/11/2019 às 11h30m

Alunos do Recife são tricampeões da Olimpíada Brasileira de Robótica

No total, uma delegação de 23 estudantes participaram do evento, um dos mais importantes da América Latina nas áreas de robótica e inteligência artificial.

tricampeoes_da_olimpiada_brasileira_de_robotica
 
A equipe The Monsters, da Escola Municipal Pedro Augusto, conquistou o primeiro lugar da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) e a vaga para disputar o mundial em Portugal, no próximo ano, na competição Robocup Junior. Com a premiação, em 2020 os alunos da rede acumularão a 5ª experiência em mundiais, além do título de tricampeão nacional da OBR (2015, 2016 e 2019), prêmio de Melhor Estratégia Resgate nível 1 e de Divulgação Científica nível 2 (Equipe Legião Robot).
 
A disputa aconteceu neste fim de semana, na cidade de Rio Grande (RS), dentro do evento Robótica 2019, que abarcou ainda a Latin American Robotic Competition (Larc) e a Mostra Nacional de Robótica (MNR). No total, uma delegação de 23 estudantes participaram do evento, um dos mais importantes da América Latina nas áreas de robótica e inteligência artificial.
 
As equipes Poetas Robóticos e DMC Evolution, das escolas municipais Poeta Jonatas Braga e Padre Antônio Henrique, conquistaram o segundo e quarto lugar, respectivamente. “O destaque para esses meninos vai além da técnica. Foi muito emocionante testemunhar humildade, parceria, união e o espírito esportivo deles. Educar é essa soma de valores. O acúmulo de experiências nas competições de robótica incentiva esses estudantes a investirem em pesquisa e desenvolvimento, além de participarem de programas de intercâmbio e troca de experiência com colegas do exterior. Nós estamos investindo no futuro deles", destacou Bernardo D´Almeida, secretário de Educação do Recife.
 
O desafio da Olimpíada Brasileira de Robótica foi a categoria Resgate. Durante a disputa, os robôs programados pelos estudantes do nível 1 (4º ao 8º ano) resgataram uma "vítima", representada por uma bolinha, para a área de salvamento. Já os alunos do nível 2 (8º e 9º ano) deram continuidade à competição, suspendendo a "vítima" (representada pela bola) e colocando-a em uma área segura. Essa etapa foi disputada pela equipe Legião Robot, da Unidade de Tecnologia e Cidadania (Utec) Cordeiro. Os alunos recifenses também disputaram a Latin American Robotic Competition (Larc), pela primeira vez na categoria Soccer. A equipe The Hackers Soccer, do Clube de Robótica do Centro de Educação, Tecnologia e Cidadania (Cetec) da Prefeitura do Recife, ficou em terceiro lugar. Eles competiram com dois robôs jogadores de futebol, um atacante e um goleiro.
 
No espaço da Mostra Nacional de Robótica (MNR), foram apresentados quatro projetos: o Eco Barco, um protótipo automatizado, que tem como proposta solucionar a poluição dos rios; o Clear Space, uma base lunar para o reaproveitamento do lixo espacial; a Frevobótica, um robô que dança ao som do frevo; e o drone como ferramenta no processo de aprendizagem.
 
HISTÓRICO - Em 2014, os estudantes da Prefeitura do Recife participaram como convidados da competição que aconteceu na Rússia, já por conta do destaque do aprendizado em robótica. Em 2016 e em 2017, os estudantes estiveram na Robocup – Campeonato Mundial de Robótica e ficaram entre os oito melhores na Alemanha e no Japão, respectivamente. Nos próximos dias 8 e 10 de novembro, os estudantes da rede municipal de ensino do Recife participam da Word Robot Olympiad (WRO) - na categoria Júnior, na cidade de Gy%u0151r, na Hungria. No âmbito  nacional, eles já conquistaram o primeiro lugar da OBR Nacional (2015, 2016) e, em 2017 e 2018, o segundo e o terceiro lugar na mesma competição. Na competição Larc, em 2016, eles ficaram em quarto lugar; em 2017 ficaram em terceiro lugar; e, em 2018, em sexto lugar.
 
Do Diário de Pernambuco

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias