GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

08/12/2018 às 11h04m

Empresário de Pernambuco e filho dele morrem durante tentativa de assalto a bancos no Ceará; outros 3 parentes estão entre as vítimas

Pai e filho foram até o Ceará buscar três familiares que vinham de São Paulo para passar os festejos de fim de ano em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco.

mortos-assalto_a_banco1

Cinco pessoas de uma mesma família morreram em uma tentativa de assalto a bancos com reféns, que deixou 14 mortos após um tiroteio com a polícia em Milagres, que fica na Região do Cariri do Ceará.

Através de nota, o Governo de Pernambuco, por intermédio do secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, informou que realizou contato com a secretária de Justiça e Cidadania do Ceará, Socorro França, para pactuar ações de apoio relacionadas ao fato ocorrido na madrugada desta sexta-feira (7), no município dos Milagres. O secretário solicitou uma maior agilidade na liberação das perícias tanatoscópicas das vítimas pernambucanas. A equipe da SJDH atuará no apoio psicológico, assistencial e jurídico aos familiares das vítimas e, neste momento, a equipe do Centro Estadual de Apoio a Vítimas de Violência (Ceav) se desloca para o município.

A loja de informática da família, localizada no Centro de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, amanheceu fechada. O dono do local, João Batista Magalhães, de 46 anos, foi uma das vítimas da tentativa de assalto registrada na madrugada desta sexta-feira (7).

De acordo com familiares, João Batista tinha ido a Juazeiro do Norte, no Ceará, por volta 21h30, buscar três parentes que estavam vindo de São Paulo para passar os festejos de fim de ano em Pernambuco. A cunhada de João, Claudineide, acompanhada do marido, Cícero, e do filho, Gustavo, foram feitos reféns e mortos no tiroteio. O voo deles chegou na cidade às 23h.

Quando João, que também estava com o filho, Vinícius Magalhães, de 14 anos, voltava para Serra Talhada passou pelo local onde estava acontecendo a tentativa de assalto. Os criminosos tomaram o carro e fizeram o empresário, o adolescente e as três pessoas vindas de São Paulo de reféns, conforme informaram os familiares.

O prefeito de Milagres disse que a família foi sequestrada quando passou por um trecho interditado na rodovia BR-116, na altura da ponte sobre o riacho Tamanduá, e foi sequestrada. A quadrilha utilizou um caminhão para bloquear a via e parar o veículo das vítimas.

As cinco pessoas da mesma família morreram durante a troca de tiros entre a polícia e os criminosos. Os corpos das vítimas foram liberados do Instituto Médico Legal (IML) de Juazeiro do Norte e estão sendo encaminhados para Serra Talhada. O local e o horário do sepultamento ainda não foram informados.

"Somos uma família muito unida. Estamos arrasados. A cidade está em choque. Tem pessoas que ainda estão sem acreditar", falou à TV Asa Branca o cunhado da vítima, Tadeu Gama, que também destacou que as outras vítimas eram cunhada, irmão e sobrinho do empresário.

"Eu era amigo dele há muito tempo, desde a infância. O conheço como um cidadão de bem, a família toda é de bem. Para mim, ele estava no local errado e na hora errada. É lamentável", disse o amigo da vítima, Iraquitan Pereira.

Entenda o caso

mortos-assalto_a_banco2

Um grupo de criminosos armados e com reféns tentou assaltar duas agências bancárias da cidade de Milagres, na Região do Cariri do Ceará, na madrugada desta sexta-feira. Houve intensa troca de tiros e pelo menos 14 pessoas morreram, segundo informou a Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) da Perícia Forense (antigo IML) da cidade de Juazeiro do Norte, que recolheu os corpos.

De acordo o prefeito de Milagres, Lielson Landim, entre os mortos estão duas crianças, que eram feitas reféns pelo grupo criminoso. No total, seis reféns morreram no confronto, sendo cinco da mesma família, conforme a polícia.

tentativa de roubo aconteceu por volta de 2h17 da madrugada. Houve confronto entre os policiais e os criminosos. Diversos carros da PM foram usados para conter a quadrilha. Devido à ação da Polícia Militar, o grupo criminoso não conseguiu levar o dinheiro de nenhum dos estabelecimentos bancários. Os dois bancos ficam na Rua Presidente Vargas, no Centro do município, que tem 28 mil habitantes.

 

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias