GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

06/04/2020 às 23h05m - Atualizado em 07/04/2020 às 06h15m

Em Pernambuco, mais de 70% dos leitos de UTI voltados para a Covid-19 estão ocupados

A taxa de ocupação dos leitos de enfermaria é de 57%. Ao todo, Pernambuco tem 280 leitos regulados especificamente para o coronavírus.

uti_hospitalar

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou, nesta segunda-feira (6), que 73% dos novos leitos de UTI voltados para pacientes da Covid-19 estão ocupados no estado. A taxa de ocupação dos leitos de enfermaria é de 57%. Ao todo, Pernambuco tem 280 leitos regulados especificamente para o coronavírus.

A Prefeitura do Recife anunciou, também nesta segunda, a abertura de mais 42 novos leitos exclusivos para o atendimento de casos do novo coronavírus. Uma unidade provisória foi instalada na Policlínica e Maternidade Professor Barros Lima, localizada na Avenida Norte, em Casa Amarela, Zona Norte da capital. Com a inauguração, a rede municipal de saúde passa a ter 148 leitos em funcionamento para pacientes da Covid-19, sendo 34 desses equipados com respiradores pulmonares.
 
"Temos feito avaliações de cenário diariamente. As curvas seriam piores se não tivéssemos adotado as medidas de isolamento social. Pernambuco se aproxima de forma célere da chamada aceleração descontrolada, fase em que os números da epidemia crescem sem controle", afirmou o secretário de Saúde, André Longo. "Serão dois meses duríssimos para a saúde publica de Pernambuco e para a sociedade pernambucana. Precisamos fazer a nossa parte", completou.
 
Segundo Longo, os aumentos no número de casos confirmados nos últimos três dias estão dentro do esperado. "Estão dentro da previsão porqie estamos caminhando rapidamente para a chamada aceleração descontrolada. Isso é fruto do que fizemos como sociedade há dez, sete dias atrás. Todos devem continuar atentos às medidas de etiqueta respiratória e higiene. O que estamos fazendo hoje será determinante para os próximos 14, 15 dias", disse o secretário de Saúde.
 
De acordo com a metodologia adotada pelo Ministério da Saúde para medir os impactos do crescimento de infecções, há quatro fases epidêmicas para mapear o coronavírus: transmissão localizada; aceleração descontrolada; desaceleração e, enfim, controle.
 

Fonte: Diário de Pernambuco

Leia também: O novo coronavírus pode permanecer até 3 dias em superfícies; diz cientistas 

DÊ SUA OPINIÃO SOBRE O CONTEÚDO QUE VOCÊ ACABA DE ACESSAR.

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias