GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

20/04/2015 às 08h00m

Ex-governador Jarbas Vasconcelos reafirma apoio ao prefeito do Recife Geraldo Julio em 2016

Os socialistas Paulo Câmara, Geraldo Julio e líder do PMDB Jarbas, almoçaram juntos no sábado (18).

O tradicional cozido promovido pelo deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB), no município do Paulista, na Região Metropolitana do Recife, que ocorreu nesse sábado (18), não serviu apenas para uma simples confraternização entre seus aliados. No encontro, o peemedebista ratificou o seu compromisso com as gestões do governador Paulo Câmara (PSB) e do prefeito Geraldo Julio (PSB).

O apoio de Jarbas aos socialistas, principalmente a Geraldo Julio, serviu para esfriar os boatos de que ele iria concorrer à Prefeitura do Recife nas eleições do próximo ano. “Em princípio isso é mais conversa de jornal. Jarbas foi solidário a Geraldo Julio”, disse uma fonte palaciana.

“O almoço serviu para referendar o apoio de Jarbas e do PMDB ao projeto de Câmara e Geraldo Julio”, completou.

Durante o cozido, o clima era de descontração entre os convidados. Os presentes ressaltavam a importância da união dos partidos que compõem a Frente Popular do Estado. Entre outros assuntos discutidos entre Jarbas e os aliados, estavam a visita do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a Itapissuma, na última sexta-feira (17), e as candidaturas majoritárias em vários municípios de Pernambuco no próximo ano. Apesar do gesto para Geraldo, o líder do PMDB não chegou a conversar a sós com o socialista.

A reaproximação entre PMDB e PSB ocorreu em 2012. A rixa entre os dois partidos é antiga. O rompimento ocorreu nas articulações para a eleição a prefeito do Recife em 1992. O período de desentendimento perdurou por 30 anos, e teve confrontos diretos nas eleições para o governo em 1998 e em 2010, onde Eduardo Campos e Jarbas Vasconcelos eram os principais candidatos. Mas em 2012, as duas lideranças se reaproximaram de vez. E mesmo com a morte de Campos, em 2014, Jarbas mantém o seu compromisso com os socialistas.

Do Blog da Folha


Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias