GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

25/11/2019 às 20h17m - Atualizado em 25/11/2019 às 23h24m

Pai é preso por abusar sexualmente da filha de 4 anos dentro de bar na Região Metropolitana de Belo Horizonte

Flagrado dando beijos de língua na criança, homem de 40 anos ainda dizia que partes íntimas da menina eram dele

estupro_1

Frequentadores de um bar em São Joaquim de Bicas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, ficaram revoltados ao presenciar um homem de 40 anos, beijando de língua, por diversas vezes, a própria filha, uma criança de apenas 4 anos. O caso ocorreu na tarde desse domingo. O pai foi preso suspeito de abuso sexual.

Segundo o boletim de ocorrência, testemunhas afirmam que a criança estava no colo do pai, que, além de beijá-la, enfiava os dedos na boca da menina e repetia que ela era só dele, que as partes íntimas dela eram dele e que “só o papai poderia beijar a boca dela”. O homem chegou a agredir a filha com tapas no rosto.
 
A Polícia Militar foi acionada por volta das 15h20. Ao chegar no local, militares tiveram que conter populares que estavam indignados com a situação, ameaçando até agredir o homem. Ele confessou que por inúmeras vezes beijou a criança e afirmou que tinha esse hábito "porque a criança era sua filha". 
 
Uma viatura se dirigiu até a casa do homem. Lá, a mãe da menina afirmou desconhecer esse tipo de comportamento por parte do companheiro, mas disse que há alguns meses a criança havia se queixado de que o homem havia passado a mão nas partes íntimas dela. Ao questioná-lo, o homem alegou que teria feito isso para dar banho na filha. 
 
A família já era acompanhada pelo conselho tutelar, que também compareceu à sede da PM.  A juíza e a promotora que assistem o caso serão comunicadas a respeito do ocorrido. O pai foi detido e encaminhado a Delegacia de Plantão da Polícia Civil em Betim, também na Região Metropolitana. Ele foi autuado por estupro e seria transferido para uma unidade prisional.

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias