GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

12/12/2018 às 21h41m - Atualizado em 13/12/2018 às 09h32m

Bahia: Promotor de Justiça é condenado a 4 anos e 5 meses de prisão por assédio sexual a servidoras públicas

Promotor Almir Sena havia sido preso em 12 de julho de 2017, mas foi solto seis dias depois após Justiça converter prisão preventiva em domiciliar.

promotor_condenado_por_assedio

O promotor de Justiça Almiro Sena foi condenado nesta quarta-feira (12) a quatro anos, cinco meses e 15 dias de prisão, em regime semiaberto, por assédio sexual contra servidoras da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Estado. Segundo informações do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), a decisão ainda cabe recurso.

Segundo o TJ-BA, a possibilidade de condenação por estupro, estudada no início do processo, foi descartada em razão da falta de provas e pela necessidade da abertura de um novo inquérito.

Os casos de assédio aconteceram em 2014, quando Almiro Sena era titular da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Estado. Sena ficou à frente da pasta de janeiro de 2011 até janeiro de 2014.

O promotor já havia sido preso, mas deixou o 12º Batalhão da Polícia Militar no dia 21 de julho de 2017, após a Justiça converter a prisão preventiva do promotor em prisão domiciliar. Ele ficou preso durante seis dias.

Almiro Sena pediu exoneração do cargo de secretário de Justiça em janeiro de 2014, após as denúncias feitas por servidoras da pasta.

Do G1 BA

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias