GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

27/12/2018 às 07h14m

Incêndio atinge mais uma escola indígena no Sertão de Pernambuco

Essa é a terceira vez que prédios no território Pankararu no município de Jatobá, no Sertão de Pernambuco, são alvos de incêndio

escola_incendiada

Mais um incêndio foi registrado no território Pankararu no município de Jatobá, no Sertão de Pernambuco. A Escola Estadual Indígena José Luciano, na aldeia Caldeirão, teve duas salas queimadas na noite de Natal, nessa terça-feira (25). 

Essa é a terceira vez que prédios da região indígena são alvos deincêndio. Na madrugada do último dia 29 de outubro, a Unidade de Saúde da Família e a Escola Municipal de Jatobá, na aldeia Bem Querer de Baixo, foram destruídas pelo fogo. Mais recentemente, no dia 8 de dezembro, a igreja da aldeia foi vandalizada, com vidros e portas quebradas.

Leia também:
Igreja Católica é alvo de vandalismo em comunidade indígena no Sertão de Pernambuco
Pernambuco: Escola pública e posto de saúde são incendiados em comunidade indígena no Sertão

De acordo com uma testemunha que preferiu não se identificar, neste novo ataque, duas salas da escola tiveram perda total de materiais. "O incêndio foi nos mesmos moldes de outros ataques, em datas especiais, quando as pessoas estão distraídas durante a noite. Houve perda total de mesas, cadeiras, material escolar, o teto caiu", contou.

Nas redes sociais, o povo Pankararu fez uma publicação indignada sobre o caso. "A gente já não tem mais o que dizer além de que já passou dos limites. Agora são duas escolas, uma unidade de saúde e uma igreja incendiadas. Estão nos atacando onde nos é mais frágil: saúde, educação e fé. A população da aldeia Caldeirão agora segue em vigilância constante pra proteger a igreja da comunidade até que o Estado, a Polícia, a Justiça façam o seu trabalho de verdade. Seguiremos unidos, de pé e cabeça erguida", afirmou o post.

Por meio de nota, a Polícia Federal em Pernambuco informou que a investigação está sendo feita pela Delegacia de Salgueiro, no Sertão, e que peritos foram ao local do crime nesta quarta (26). "O inquérito policial será instaurado e, logo em seguida, serão ouvidas as testemunhas que são integrantes da aldeia e que estiveram no local ou presenciaram os fatos. Os novos rumos da investigação não serão informados porque a PF não comenta investigações que estão em andamento ou em curso", disse a nota.

Também por meio de nota, a Secretaria de Educação do Estado (SEE) lamentou o ocorrido e informou que prestou queixa sobre o caso. "[...] a Gerência Regional de Educação Submédio São Francisco enviou uma equipe nesta manhã para avaliar a situação da unidade e tomar as medidas cabíveis. A pasta afirma ainda que um boletim de ocorrência foi registrado e o caso está sendo investigado pela polícia", afirmou a nota.

Da Folha de Pernambuco

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias