GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

22/01/2020 às 22h06m - Atualizado em 23/01/2020 às 09h25m

Advogado é preso suspeito de levar mensagem para facção criminosa após visitar presídio no Ceará

Bilhete continha ordens para criminosos que estão em liberdade. Defesa do advogado nega o crime e diz que bilhetes não eram do advogado preso.

presidio

Um advogado foi preso ao ser flagrado em um presídio com bilhetes destinados a integrantes de organizações criminosas em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, na tarde desta quarta-feira (22). Conforme Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), os bilhetes continham ordens para o cometimento de crimes.

A prisão ocorreu por volta das 14h30, quando Artur Frota Monteiro Júnior saía da Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Elias Alves da Silva (CPPL III), onde foi atender a detentos.

Em entrevista ao G1, o advogado de defesa de Artur Frota, Alexandre Sales, informou que os bilhetes não pertenciam ao cliente dele e que Artur está disposto a ser submetido ao exame grafotécnico para comprovar que a letra não é dele.

De acordo com a polícia, o advogado conversava internos no parlatório, área destinada ao atendimento dos presos, e já estava saindo quando foi visto por policiais fazendo anotações. Ainda segundo a polícia, foi solicitado a leitura dos papéis, mas o advogado se negou a mostrar as anotações.

A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) informou que nos bilhetes continham informações e comandos para membros do crime organizado que estão fora dos presídios. Após o advogado se negar a apresentar os bilhetes, foi solicitado a presença do delegado, que averiguou o conteúdo das anotações e constatou que nelas haviam recados para organizações criminosas.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) afirmou que está apurando os fatos e acompanhando o caso para garantir a legalidade da prisão e também que o advogado tenha assegurado o direito à ampla defesa e ao contraditório.

Do G1 Ceará

 

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias