GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

19/08/2019 às 13h01m - Atualizado em 19/08/2019 às 13h55m

Em Caruaru, caminhão é interceptado por bandidos e motorista é feito de refém

Polícia Militar conseguiu recuperar veículo após perseguição e troca de tiros

motorista_refem

Um caminhão que foi tomado de assalto na BR-104, próximo ao Lampião, Zona Rural de Caruaru, foi recuperado pela Polícia Militar neste domingo (18), após uma ação que resultou em perseguição e troca de tiros. De acordo com a PM, o motorista do caminhão saiu do distrito de Pão de Açúcar, em Taquaritinga do Norte, com destino à Feira da Sulanca, em Caruaru. O motorista, que preferiu não ser identificado, disse que foi interceptado e feito refém. Ele relata os detalhes do momento tenso que viveu.

"A gente vinha na subida do Lampião, eles abordaram, mas não fizeram nada com a gente. Pediram para cooperar com eles que ficaria tudo bem. Eles perguntaram se a gente tinha rastreador, perguntaram se a gente tinha arma. Levaram nossos celulares. Eu pedi que não fizesse nada com a gente. Eles disseram que iam nos deixar em algum lugar, contanto que a gente cooperasse com eles", disse.

O policial Cardoso, do 1º Biesp, explica como foi a ação da Polícia Militar.

"Conseguimos ter o primeiro contato tanto com o Corolla, que estava dando apoio, quanto o caminhão baú na altura do polo comercial. Começamos o acompanhamento, e o indivíduo do caminhão tentou fazer com que batesse em nossas viaturas. Daí, solicitamos o pedido de apoio, e apareceu diversas viaturas, tanto do Biesp quanto do 4º BPM. O indivíduo começou a atirar nas nossas viaturas e nós revidamos, onde somente após a Ceaca, o motorista resolveu parar em uma rua estreita e fugiram pelo matagal", detalhou.

O caminhão foi recuperado nas proximidades da Central de Abastecimento de Caruaru (Ceaca). Um veículo Corolla estava dando apoio aos assaltantes que conseguiram fugir após a troca de tiros com policiais do Biesp. Até o momento ninguém foi preso.

Da Rádio Jornal

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias