GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

04/01/2020 às 09h14m - Atualizado em 04/01/2020 às 09h38m

Cinco idosos morrem no mesmo hospital em menos de 24h em Gravatá

A Secretaria de Saúde de Gravatá informou que ''não houve qualquer tipo de negligência médica, nem falta de atendimento''

hospital-de-gravata-secomCom informações do NE10 Interior 

Em um mesmo plantão, cinco idosos morreram no Hospital Municipal Doutor Paulo da Veiga Pessoa, em Gravatá, Agreste de Pernambuco. Em nota, a Prefeitura de Gravatá, através da Secretaria Municipal de Saúde, afirmou que tratou-se de uma "infeliz coincidência" e "não houve qualquer tipo de negligência médica, nem falta de atendimento". Os óbitos foram registrados entre 15h30 dessa quinta-feira (2) e 6h50 desta sexta-feira (3).

De acordo com a nota divulgada pela administração municipal, no período em que ocorreram as mortes, a equipe médica estava completa, com quatro clínicos. Dos cinco pacientes, dois estavam internados. O primeiro, de 83 anos, estava com um quadro de infecção respiratória desde o dia 29 de dezembro. O segundo, de 71 anos, foi internado nessa quinta-feira (2) com quadro oncológico com graves lesões na pele. Eles morreram às 6h50 e às 2h37 desta sexta-feira (3), respectivamente.

Os outros três pacientes tinham dado entrada no plantão nessa quinta-feira (2) e foram atendidos de forma emergencial. Um deles, de 73 anos, deu entrada às 23h20, já em parada cardiorrespiratória, sem sinais vitais e teve a morte confirmada às 23h58. O outro paciente, de 76 anos, deu entrada às 12h15, apresentando estado grave com quadro de choque séptico de foco urinário e morreu às 15h30. A terceira paciente, de 77 anos, deu entrada na unidade às 21h19, levada pelo Corpo de Bombeiros, com quadro de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Ela morreu às 04h05 desta sexta-feira (3).

Em entrevista por telefone, a secretária Executiva de Saúde de Gravatá, Fernanda Santan, negou qualquer tipo de falha no atendimento médico. "Durante todo o dia, a equipe técnica do hospital e da Secretaria de Saúde ficou reunida para averiguar os fatos, os prontuários dos pacientes, as declarações de óbito. Se constatou que eles tiveram atendimento, tiveram assistência, mas não foi possível reverter os quadros" explicou.

De acordo com informações da TV Jornal Interior, por volta das 19h30 desta sexta-feira (3), a Polícia Civil não havia registrado nenhum Boletim de Ocorrência (B.O.) sobre o caso.

A assessoria de imprensa do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) informou que teria como checar somente na segunda-feira (6) se a promotoria da cidade foi notificada sobre as cinco mortes.

Até as 21h30 desta sexta-feira (3), a Secretaria Estadual de Saúde (SES) não havia sido notificada oficialmente acerca dos cinco óbitos.
 
Leia a nota da Prefeitura de Gravatá sobre os óbitos

A Prefeitura de Gravatá, vem por meio de nota, esclarecer o fato ocorrido no plantão do dia 02 de janeiro de 2020, no Hospital Municipal Doutor Paulo da Veiga Pessoa.

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, lamenta a infeliz coincidência dos óbitos ocorridos e deixa claro que não houve qualquer tipo de negligência médica, nem falta de atendimento. No plantão citado, a equipe médica estava completa, com quatro clínicos atuando na unidade.

De acordo com a direção do hospital, dos cincos óbitos ocorridos, apenas dois eram pacientes internos. O primeiro paciente, de 83 anos, estava interno desde o dia 29 de dezembro, com quadro de infecção respiratória. O outro paciente, de 71 anos, foi internado no dia 02 de janeiro apresentando quadro oncológico com graves lesões na pele. 

Os outros três pacientes deram entrada no plantão do dia dois de janeiro, sendo atendidos de forma emergencial, apresentando quadro de gravidade. Um deles, o paciente, de 73 anos, deu entrada às 23h20, já em parada cardiorrespiratória, sem sinais vitais. O outro paciente, de 76 anos, deu entrada às 12h15, apresentando estado grave com quadro de choque séptico de foco urinário. A terceira paciente, de 77 anos, deu entrada na unidade às 21h19 trazida pelo Corpo de Bombeiros, com quadro de Acidente Vascular Cerebral (AVC).

A Prefeitura de Gravatá se solidariza com a dor dos familiares e repudia qualquer ato que envolva “politicagem” de forma desrespeitosa com os pacientes e se coloca à disposição para qualquer esclarecimento dos familiares, imprensa e população em geral.

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias