GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

07/08/2020 às 23h19m - Atualizado em 08/08/2020 às 00h11m

Casal é preso após denúncia de estupro de filhos, netos e sobrinhos há pelo menos dez anos em Jaboatão dos Guararapes

Eles foram descobertos depois que quatro filhos foram até uma delegacia prestar queixa. Número de vítimas estupradas pode chegar a 11.

estupro-violencia_abuso_sexual

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu um casal na cidade de Jaboatão dos Guararapes, região metropolitana do Recife, por suspeita de estupro dos próprios filhos, netos e sobrinhos. De acordo com a denúncia os crimes vinham sendo praticados há quase 20 anos. Contra o homem de 45 anos e a mulher de 44 já havia um mandado de prisão preventiva. Segundo a polícia, pelos menos 11 pessoas da família podem ter sido vítimas do casal. Eles só foram descobertos depois que quatro filhos foram até uma delegacia prestar queixa. Três das vítimas já são maiores de idade. A mais velha tem 24 anos. Já a adolescente tem 17.

O boletim de ocorrência foi feito no dia 21 de julho. As primeiras investigações apontam que os abusos começaram ainda na infância quando elas tinham 5 e 6 anos. As irmãs, filhas dos suspeitos afirmaram em depoimento que elas eram proibidas de ir à escola, não podiam ver televisão ou comentar o que acontecia dentro da residência com outras pessoas. Ao todo o casal teve oito filhos.

A polícia afirmou que as vítimas também eram ameaçadas com faca e agressões corporais, para que não denunciassem os crimes. Durante as investigações, o homem, que é pedreiro e não tem antecedentes criminais, fugiu depois da denúncia, mas foi preso na última segunda-feira. Eles negam os crimes.

O homem foi encaminhado para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna, o Cotel, em Abreu e Lima, no Grande Recife, e a mulher foi encaminhada à Colônia Penal Feminina, na Zona Oeste da capital pernambucana. Já as vítimas devem ser acompanhadas psicologicamente, segundo a Polícia Civil. Denúncias desse tipo de crime podem ser feitas em todo o Brasil pelo Disque 100, o telefone do Ministério da Mulher, da família e dos Direitos Humanos ou diretamente para a Polícia Militar.

CBN

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias