GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

12/03/2020 às 04h41m - Atualizado em 12/03/2020 às 07h00m

PSB fecha acordo com PDT em São Paulo

Paulo Câmara, Ciro Gomes e outros caciques dos dois partidos se reúnem em São Paulo para fechar acordo para as eleições 2020

ciro-gomes-e-paulo-camara

Lideranças do PSB e do PDT vão se reunir nesta quinta-feira (12), em São Paulo, para formalizar o apoio dos pedetistas à candidatura do socialista Márcio França à prefeitura da capital paulista. O acordo pode se estender a outras cidades, incluindo o Recife.

Do PDT, vão ao encontro o presidente do partido, Carlos Lupi, e o vice-presidente Ciro Gomes. A cúpula do PSB, que inclui o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, também estará no ato político.

Por causa do ato para anunciar o apoio do PDT a Márcio França, a reunião da Executiva Nacional do PSB, que seria em Brasília, foi transferida para São Paulo.

“Vamos fazer a reunião da Executiva Nacional em São Paulo para demonstrar a prioridade que terá a candidatura de Márcio França dentro da estratégia do partido para as eleições municipais”, disse o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, pela assessoria de imprensa.

De acordo com os socialistas, o encontro deverá aprovar uma resolução para estabelecer as prioridades e as alianças do partido para 2020. A estratégia deverá ser de priorizar candidaturas próprias em capitais do País.

Vice-governador na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB), Márcio França foi candidato a governador de São Paulo em 2018, mas ficou com 48,25% dos votos e foi derrotado por João Doria (PSDB), que ficou com 51,75%.

PDT e PSB no Recife

Na capital pernambucana, o PSB tem como pré-candidato o deputado federal João Campos, filho do ex-governador Eduardo Campos.

Já o PDT se divide entre os grupos do presidente estadual do partido, Wolney Queiroz, que é favorável à manutenção do partido na base do prefeito Geraldo Julio (PSB), e do deputado federal Túlio Gadêlha, opositor da gestão atual e pré-candidato.

O pai de Wolney, o deputado estadual José Queiroz, deve ser candidato a prefeito em Caruaru, no Agreste, e espera o apoio dos socialistas.

O nome de Túlio Gadêlha foi defendido pelo presidente nacional da legenda, Carlos Lupi. Na última segunda-feira (9), o parlamentar impôs como condição a saída dos pedetistas das gestões socialistas.

No Recife, o PDT tem a Secretaria de Habitação, com Isabella de Roldão. No Estado, a pasta chefiada pelo partido é a de Trabalho, de Alberes Lopes.

Em 2018, apesar de Isabella de Roldão ter disputado como candidata a vice-governadora na chapa de Maurício Rands (Pros), o PDT não chegou a romper com o PSB.

Também na eleição passada, o PSB fechou um acordo com o PT que deu um revés a Ciro Gomes. Pelo apoio dos petistas em estados como Pernambuco, os socialistas deixaram de fechar a aliança com o PDT nacionalmente.

Em 2020, o PT pode deixar a base socialista no Recife e lançar a candidatura da deputada federal Marília Arraes, rifada pelo acordo de 2018.

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias