GB Bateiras Auto Elétrica e Mecânica. Em Timbaúba (81)3631-0979 e Carpina (81)3621-3762
Vem para ubafibra | Ubannet (81) 3631-5600

03/04/2020 às 06h54m - Atualizado em 03/04/2020 às 07h47m

Mais de 40 pessoas são detidas em Pernambuco por desobediência às normas sanitárias

Segundo o secretário de Defesa Social, as detenções aconteceram em 24 municípios do estado

secretario_antonio_de_padua_1

Desde o início da pandemia do coronavírus, o Governo de Pernambuco decretou uma série de medidas para o enfrentamento da Covid-19. Desde então, apenas os serviços considerados essenciais, como supermercados, farmácias, casas de ração, depósitos de água e emergências hospitalares, têm autorização para funcionar. Apesar dos decretos, muitos estabelecimentos comerciais seguem funcionando normalmente. 

Com atuação das polícias Militar, Civil e do Corpo de Bombeiros, mais de 40 pessoas foram acusadas de desobedecer aos decretos. As detenções aconteceram em 24 municípios de Pernambuco, desde a ativação do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE).

O secretário de Defesa Social do Estado, Antônio de Pádua, detalha o serviço que está sendo prestado. “Desde 18 de março instalamos o Centro Integrado de Comando e Controle  funcionando 24h por dia para fazer cumprir as determinações sanitárias de não aglomeração de pessoas, não funcionamento de comércios, bares, restaurantes e lanchonetes”, disse.

Denúncias

Para quem souber de algum caso de estabelecimento que esteja funcionando de forma irregular, Antônio de Pádua alerta sobre a importância das denúncias.

"Ao todo, já foram contabilizados mais de 17,4 mil denúncias recebidas pela população através do 190. Foram mais de 40 pessoas conduzidas para a delegacia por descumprimento das determinações sanitárias e autuadas no art. 268 do Código Penal que dá pena de detenção de um mês a 1 ano, além de multa. Precisamos da parceria dos municípios, através das guardas municipais, para fazer valer cada vez mais o isolamento social tão necessário neste momento de pandemia do coronavírus”, destacou Pádua.

Entre os dias 18 e 31 de março, cerca de 23% das queixas eram sobre abertura de comércio. Já o funcionamento irregular de bares, restaurantes e similares motivou 19% das ligações.  Para realizar denúncias as pessoas devem ligar no 190.

Fonte: Rádio Jornal

Leia também: O novo coronavírus pode permanecer até 3 dias em superfícies; diz cientistas 

DEIXE SEU COMENTÁRIO NO FINAL DA PÁGINA

Comentários

Comentário pelo Facebok
Outros comentário

Outras notícias